Publicidade

Paysandu empata com o Atlético-ES e garante título da Copa Verde

Os 35 mil bicolores que compareceram ao Mangueirão na noite desta quarta-feira sofreram, mas no final comemoram o bi da Copa Verde conquistado pelo Paysandu com o empate por 1 a 1 diante do Atlético-ES, no segundo jogo da final. No Espírito Santo, o time paraense havia vencido por 2 a 0.

Desde que a Copa Verde passou a ser disputada, em 2014, o Paysandu chegou a quatro finais: são dois vices (2014 e 2017) e agora dois títulos (2016 e 2018). Além de garantir presença nas oitavas de final da Copa do Brasil de 2019, o time paraense recebeu um prêmio de R$ 168.000,00.


PRIMEIRO TEMPO

O Paysandu precisou de apenas três minutos para criar o primeiro grande lance de perigo. Mike recebeu dentro da área, passou fácil pela marcação e na hora de finalizar viu Bambu sair muito bem do gol e fazer a defesa em dois tempos. Mesmo precisando vencer por pelo menos dois gols, o Atlético adotou uma postura mais defensiva no começo.

Em uma saída errada da zaga alvinegra, Matheus Silva recebeu de Cassiano e chutou para grande defesa de Bambu. Aos 25 minutos, Moisés arriscou de fora da área e a bola passou por cima do travessão, assustando o goleiro adversário. Como diz o ditado: quem não faz, toma! O Atlético abriu o placar em sua primeira subida ao ataque.

Aos 39 minutos, Paulinho cruzou na primeira trave, Eraldo se antecipou a Perema e cabeceou sem chances para Renan Rocha. O time capixaba precisava de apenas mais um gol para levar a decisão para os pênaltis. Os torcedores bicolores sentiram.

SEGUNDO TEMPO

Em busca do empate para ficar um pouco mais tranquilo, o Paysandu começou o segundo tempo em cima do Atlético e Diego Ivo fez Bambu trabalhar em chute forte de fora da área. Os bicolores ainda reclamaram de um pênalti em cima de Moisés, mas o árbitro nada marcou.

Aos 26 minutos, Pedro Carmona cobrou falta para dentro da área e Perema desviou de cabeça, exigindo grande defesa de Bambu. No lance seguinte, Pedro Carmona bateu com extrema categoria de fora da área e dessa vez o goleiro do Atlético nada pôde fazer.

Depois disso, o time capixaba se lançou ao ataque e o Paysandu passou a administrar a posse da bola, enquanto a torcida fazia a festa nas arquibancadas. Aos 47, Everaldo ainda tentou marcar seu segundo gol no jogo, mas a bola saiu pela linha de fundo.

Fonte: Futebol do Norte

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu