Publicidade

Pedral do Lourenço: Edital de licitação é questionado e adiado

Uma das empresas que está participando da licitação para o derrocamento do Pedral do Lourenço questionou o edital e ingressou na Justiça Federal com um mandado de segurança individual, que foi acatado pela juíza Pollyanna Martins Alves, de Brasília (DF). Desse modo, a abertura das cartas foi adiada novamente, agora para o dia 9 de junho.

O despacho decisório de suspensão de licitação não revela qual o nome da empresa e tampouco a reclamação ou irregularidade identificada para pedir a suspensão do edital feito dentro do Regime Diferenciado de Contratação (RDC), que teoricamente visa acelerar o desenrolar dos projetos como este.


A primeira data para abertura das cartas estava marcada para o dia 8 de maio, depois foi suspensa para esta sexta-feira (30), e agora para a segunda semana de junho, o que tem gerado desconfiança entre a população da região.

A empresa ganhadora terá de elaborar os projetos básico e executivo, ações ambientais e a execução das obras de derrocamento para a implantação do canal de navegação na região do Pedral do Lourenço, da Hidrovia do Tocantins.

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu