Publicidade

Polícia Militar inicia Operação Boas Festas em Parauapebas

Foto: Arquivo

O comando do 23º Batalhão de Polícia Militar (23º BPM), com sede em Parauapebas, iniciou no último sábado (1º) a Operação Boas Festas, que consiste no aumento do efetivo militar nas ruas da cidade para proteger a comunidade nas festas de Natal e ano novo. A operação vai até o dia 2 de janeiro de 2019.

De acordo com o capitão PM Eder, para dar sustentabilidade à Operação Boas Festas, o 23º BPM vai ter apoio do grupamento militar aéreo, que vem de Marabá; reforço no grupamento de motocicletas, no grupamento tático, nas viaturas e no policiamento ostensivo nas ruas da cidade.


Segundo ainda o oficial da PM, há também ampliação das ações dos grupos de inteligência, que agem à paisana, investigando situações criminosas, principalmente furtos, cujo índice vem crescendo vertiginosamente em Parauapebas.

“Com o esforço de todo contingente da polícia e a colaboração da comunidade, estamos envidando esforços para diminuir este índice preocupante de furtos na cidade”, esclarece o capitão Eder, acrescentando que a população pode comunicar a polícia sobre eventual crime para o celular (94) 99264-5348 (whatsapp), a qualquer hora do dia ou da noite.

Canaã dos Carajás

Com relação à tentativa de assalto a duas instituições bancárias em Canaã dos Carajás, no último final de semana, capitão Eder explica que o 17º Pelotão da PM naquele município, subordinado ao 23º BPM, foi atacado por um bando de criminosos assaltantes de banco.

O capitão detalha que, na madrugada, quando os policiais do pelotão entraram no quartel para troca de tropa, os bandidos bloquearam a saída deles e de viaturas, colocando um veículo atravessado na frente do portão e ateando fogo no carro. Com isso, começou uma intensa troca de tiros entre os bandidos e os policiais, durando entre 40 a 50 minutos.

Enquanto isso, outros bandidos assaltavam o Banco do Brasil e o Sicredi, destruindo as instalações das duas instituições financeiras, mas não conseguiram levar nenhum centavo dos bancos.

No quartel, começou a chegar reforço dos policiais que estavam de folga, forçando o bando a recuar e fugir do local. Na fuga apressada dos bandidos, eles deixaram alguns artefatos de explosivos, que serão examinados e posteriormente detonados por um esquadrão antibombas de Belém.

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu