Publicidade

Polícia prende matador de estudante horas depois do homicídio

A Polícia Civil localizou e prendeu, poucas horas depois do crime, o indivíduo Bruno da Silva Martiniano, 20 anos de idade, acusado de ter executado com três tiros de revólver o estudante Juvêncio Teixeira Barroso, no Bairro Betânia, em Parauapebas, como foi noticiado AQUI no Portal Pebinha de Açúcar.

O crime contra a vida de Juvêncio Barroso, 26 anos de idade, natural de Imperatriz (MA), ocorreu por volta das 21 horas desta quinta-feira (6), na Rua Matusalém, Bairro Betânia, quando a vítima retornava da escola para casa.


Segundo a polícia, o acusado foi localizado e preso em flagrante delito por volta das 23 horas de ontem (quinta-feira) no Apt 44 do Bloco 12, do Residencial Alto Bonito. Junto com Bruno Martiniano a polícia apreendeu uma motocicleta, a arma usada no crime e uma pequena quantidade de maconha.

De acordo com o delegado Gabriel Henrique, ao receber voz de prisão Bruno Martiniano confessou o assassinato que acabara de cometer, justificando que matara Juvêncio Barroso porque havia uma rixa entre ambos, uma vez que a vítima teve relacionamento amoroso com uma mulher, de prenome Carolaine, que teve um filho de Juvêncio, e hoje ela é companheira de Bruno Martiniano.

Conforme ainda a autoridade policial, há aproximadamente quatro meses Bruno Martiniano foi preso em flagrante delito por roubo qualificado.

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu