Publicidade

Polícia troca tiros e mata acusado de tráfico de drogas em Parauapebas

Pela terceira noite consecutiva a Polícia Militar de Parauapebas matou mais um acusado de atuar no mundo do tráfico de drogas. Trata-se de Everson Ramos de Carvalho, que tinha 30 anos de idade.

De acordos com informações repassadas pelas autoridades policiais à nossa equipe de reportagem, era por volta das 19h30min da noite desta terça-feira (18), quando policiais militares trocaram tiros com o acusado na rua Teotônio Vilela, no bairro Liberdade, e Everson acabou levando a pior e vindo a óbito no local. Segundo a polícia, o mesmo era do município de Conceição do Araguaia no Pará, e vinha sendo procurado na região, acusado de tráfico de drogas e homicídio e também teria ameaçado matar um policial militar.


Esposa conta outra versão
Em declarações prestadas à equipe de reportagem do Portal Pebinha de Açúcar, Conceição Oliveira que está grávida de oito meses e era até então esposa de Everson, contou uma versão diferente da explicada pela polícia. “Dois policiais chegaram quando meu marido estava em casa e invadiram minha residência, um dos policiais que estava fardado segurou meu marido e o outro que estava a paisana atirou duas vezes nele, após isso eu fiquei sentada com ele no colo e um dos PM’s me segurou pelo braço e bateu em minha cara me chamando de vagabunda”, relatou a esposa do acusado que foi morto, acrescentando ainda: “Meu marido não reagiu a ação da polícia, e quando caiu no chão o policial ainda deu mais um disparo, meu esposo foi preso só uma vez, ele não tinha envolvimento com nada de errado, ele era auxiliar de topografia, mas, estava desempregado”, finalizou.

Por sua vez, o Delegado de Polícia Civil Thiago Carneiro afirmou que o caso começou através de uma denúncia de comércio ilegal de drogas no bairro Liberdade. “Com isso uma guarnição do Grupo Tático da PM compareceu ao local e para a surpresa dos policiais, um indivíduo identificado como Everson Ramos Carvalho que portava uma arma de fogo, ao ver os policias reagiu atirando contra os mesmos, então usando os meios necessários, a guarnição efetuou dois disparos, nos quais alvejaram o acusado que veio a óbito no local”, enfatizou Carneiro.

Everson ainda foi encaminhado às pressas para o Hospital Municipal de Parauapebas, porém acabou não resistindo aos ferimentos.
Os policiais encontraram no bolso dele uma substância entorpecente. Vale ressaltar também que o mesmo estava envolvido com um homicídio que a polícia está apurando, no qual um compassa dele faleceu também no bairro Liberdade.

Para falar sobre a contradição da esposa do elemento que foi baleado e morto pela polícia no bairro Liberdade, nossa equipe de reportagem entrevistou o subcomandante da Polícia Militar em Parauapebas Saraiva, de acordo com a autoridade, “a guarnição que se encontrava em serviço foi acionada através de uma denúncia de tráfico de drogas e ao verificarem a situação foram percebidos pela pessoa, através da utilização de arma de fogo e segundo a guarnição para não ter a sua integridade física afetada tiveram que responder a reação do cidadão infrator que infelizmente veio a óbito, porém os policiais ainda tentaram socorrer o elemento, mas não obtiveram sucesso”, relatou Saraiva, afirmando ainda que a versão da esposa do homem morto será levada para sindicância da Polícia Militar e que os fatos serão apurados.

Reportagem e fotos: Caetano Silva – Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

 

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu