Publicidade
Polícia

Polícias Civil e Militar prendem sete envolvidos em assaltos a bancos no sudeste do Pará

A Polícia Civil do Pará, em conjunto com as Polícias Militares do Pará e Goiás, deflagrou no dia primeiro de novembro, no Sudeste do Estado, a operação denominada Lampião para cumprir mandados de prisão preventiva, busca e apreensão domiciliar e condução coercitiva, expedidos pela Comarca de São João do Araguaia, no Pará. O objetivo foi prender criminosos e apreender objetos relacionados a crimes praticados contra instituições bancárias e empresas de transportes de valores. Os presos foram identificados e presos por atuarem criminalmente na modalidade conhecida como “vapor” ou “novo cangaço”, crime em que assaltantes sitiam as cidades de forma violenta para assaltar bancos com uso até de material explosivo e captura de reféns. Sete pessoas acusadas de envolvimento em roubos a bancos foram presas.

As informações sobre as prisões foram apresentadas, em coletiva de imprensa, na sede da Superintendência Regional da Polícia Civil no Sudeste do Estado, em Marabá. O delegado-geral da Polícia Civil, Rilmar Firmino; os delegados Marcelo Delgado, superintedente regional do Sudeste; Tiago Belieny, da Delegacia de Repressão a Roubos a Bancos (DRRB) vinculada à Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), e Simone Felinto, da Seccional de Marabá, estiveram na coletiva.

Durante a operação foram presos Jurandi Gomes da Silva ou Pablo Ferreira, de apelido “Toca”, Edivaldo Batista da Silva, de apelidos “Junior”, “João” ou “Buxudo”; Andreia Santos Perlinski; Leandro Soares da Silva, de apelido “Cowboy”; Helena Lima da Silva; Vanderlan Reis Andrade, de apelido “Nenzim”, e Rosivania Gomes dos Santos, a “Rose”. Os mandados judiciais foram cumpridos na Folha 33, no núcleo da Nova Marabá, Jardim Vitória, bairro do Aeroporto, km 11 e bairro Morada Nova, em Marabá, e no bairro Centro de São Domingos do Araguaia.

Jurandi “Toca”; Leandro “Cowboy”; Andréia Perlinski e Edivaldo foram presos às proximidades da rodoviária da Folha 32 no bairro Nova Marabá. Helena Lima foi presa em São Domingos dos Araguaia. Rose foi presa em sua residência, no km 11, e Vanderlan foi preso enquanto tentava fugir no bairro Morada Nova. Durante a operação, foram apreendidos quatro tabletes de maconha totalizando aproximadamente quatro quilos de droga que aparenta ser a substância conhecida vulgarmente como “maconha”, um revólver calibre 44 com numeração raspada com seis munições de mesmo calibre; uma espingarda calibre 22 com munições; um revólver calibre 38 com numeração raspada e seis munições de mesmo calibre, além da quantia de R$ 10.030,00 em dinheiro e outros R$ 2.549,00 em notas avariadas por material explosivo.

Os policiais apreenderam ainda cinco veículos, entre automóveis e motocicletas. Segundo o delegado Marcelo Dias, os criminosos foram os responsáveis pelos crimes praticados contra bancos das cidades de Sapucaia, em 06 de setembro deste ano; em São João do Araguaia, em 21 de setembro; em Eldorado do Carajás, em 5 de outubro, e em Filadélfia, no Tocantins, no dia 29 de outubro. “Outros casos estão sendo investigados. As investigações apontam que o grupo era organizado, onde cada integrante tinha sua participação e capacidade de mobilização, promovendo interação criminosa inclusive com bandidos de outros Estados da Federação”, detalha o policial civil.

Publicidade
Publicidade

Pebinha de Açúcar Comunicação & Marketing LTDA-ME
CNPJ: 05.200.883.0001-05 Parauapebas-Pará-Brasil
(94) 99121-9293 | (94) 981342558

Todos os direitos reservados © 2017 Pebinha de Açúcar Comunicação & Marketing Ltda-ME
Desenvolvimento Web: Agência Maktub

To Top
error: Reprodução proibida!