Publicidade

Prazo para atualização de dados eleitorais chegou ao fim em Parauapebas

“O prazo não será prorrogado, pois o Cartório Eleitoral precisa gerar os dados com o número exato de eleitores existentes nas zonas eleitorais 75 e 106 para que o Tribunal Regional Eleitoral (TER) se programe com a estrutura necessária para a realização das eleições que ocorrerão em outubro deste ano”, explica Eduardo Alcântara, do suporte biométrico do Cartório Eleitoral em Parauapebas.

Alcântara mensurou que na reta final do prazo de recadastramento, pelo menos 700 pessoas por dia foram atendidas no Cartório Eleitoral, porém, segundo o servidor, apenas metade precisava estar naquela fila, já que se trata de eleitores com dúvidas sobre o local de votação, tendo em vista a criação da zona 106, tendo muitos deles sido mudados da zona 75 para a recém criada 106; dúvida que pode ser tirada acessando o portal do TRE do Pará: http://www.tre-pa.jus.br/, escolher a opção local de votação, preencher os campos que aparecem (nome do eleitor, data de nascimento e nome da mãe, depois pressiona o botão ENVIAR e aparece o local de votação. “O título impresso é só um pedaço de papel e não tem nenhuma obrigatoriedade no dia da votação, se a pessoa já fez o recadastramento biométrico; ele é substituído por qualquer documento oficial com foto como, por exemplo, carteira de trabalho, carteira de habilitação, RG ou documentos oficiais tipo carteira da OAB ou CRM”, detalha Eduardo Alcântara, listando que só devia, obrigatoriamente, comparecer ao Cartório Eleitoral quem fará seu primeiro alistamento eleitoral ou teve seu título cancelado.


Para que não se regularizou a situação até o dia 9 de maio, ou, mesmo votando sem o título, caso queira, poderá, após as eleições procurar o Cartório Eleitoral para receber o título impresso, quando o TRE abrirá de novo a agenda de atendimentos para este fim.

Reportagem: Francesco Costa / Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu