Publicidade

Prefeitura assina contrato para aquisição de frota que substituirá as vans

INFORME PUBLICITÁRIO:

Considerado um dos maiores desafios da gestão de Valmir Mariano, foi assinado nesta quinta-feira (26) um contrato entre a prefeitura de Parauapebas, agência do Banco da Amazônia (Basa) e a Central das Cooperativas para a aquisição de 60 micro-ônibus no valor superior a R$ 16 milhões.

Saraiva publicidade

A solenidade acorreu no pátio do centro administrativo com a presença do gestor municipal, Valmir Mariano; advogado da Central das Cooperativas, Fábio Sabino; Joselino Mendes, presidente da Central; Rodolfo Leitão, gerente do Basa; presidente da Câmara, Josineto Feitosa; a mais antiga cooperada, Maria Alba Carvalho; grande parte do secretariado municipal e população em geral.

“Esse projeto teve início há mais de um ano. A prefeitura deu a segurança jurídica necessária para que isso acontecesse e reconheceu o serviço precário das cooperativas, com esse reconhecimento foi possível que a Central pleiteasse junto ao Basa o recurso para o financiamento”, observou o advogado, Fábio Sabino.

Esta frota faz parte da primeira etapa que começará a circular dentro de um prazo de três meses. De acordo com Sabino, para que a segunda etapa aconteça será estudado o planejamento das vias públicas e organização do tráfego, podendo assim dobrar o número de ônibus.

10371508_635524843204191_2178648987256724895_n

“Durante meu período de campanha, todos disseram que eu tiraria os vanzeiros, eu prometi que não ia tirá-los, mas íamos mudar a forma e dar o tratamento devido de transporte para a nossa sociedade”, declarou o prefeito.
Valmir relembrou ainda, que o primeiro passo foi a criação da lei que dispõe sobre a regulamentação do serviço de transporte público no município. E que foi muito cobrado para fazer um processo de licitatório para resolver o problema.
“Eu disse que iria fazer a licitação. Primeiro, porque eu tenho um compromisso com as cooperativas; segundo porque eu prezo pelo social. Apesar de sermos um país capitalista, o social vem em primeiro lugar”, disse Valmir ao comentar que através do cooperativismo se tem menos impostos e distribuição social mais justa.

Um pedido do prefeito foi que os ônibus fossem climatizados, cerca de 20% deles têm acessibilidade para cadeirante e toda frota funciona com bilhetagem eletrônica.

Na ocasião, um ônibus modelo foi apresentado. Houve também uma demonstração da utilização do veículo por cadeirantes. Há poltronas preferenciais para gestantes, idosos, obesos e portadores de necessidades especiais.

O Departamento de Arrecadação Municipal (DAM) foi o responsável por organizar e legalizar todas as cooperativas de transporte público. “Os vanzeiros que estiverem cooperados vão dirigir os ônibus da nova frota e já estão recebendo treinamento desde o ano passado”, informou Gilmar Moraes, diretor do DAM.

“Nós temos um compromisso e uma responsabilidade muito grande porque esse projeto tem que dá certo. O cooperativismo é extremamente importante, há mais de 12 anos que todos sonham com um projeto diferenciado. E o governo juntamente com sua equipe investiu para tornar este sonho realidade. Para dá certo basta ter confiança e respeito”, finalizou o prefeito.

Reportagem: Stéfani Ribeiro – Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar
Foto: Anderson Souza

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu