Publicidade

Prefeitura realiza intervenção e Gamp deixa a administração do Hospital Geral de Parauapebas

No final da tarde desta quinta-feira (19), o titular da Secretaria Municipal de Saúde de Parauapebas (Semsa), Dr. Francisco Cordeiro, esteve juntamente com membros da Procuradoria Geral do Município, além de técnicos da Semsa, nas dependências do Hospital Geral de Parauapebas (HGP), e juntos anunciaram uma intervenção contra a empresa que foi contratada pela gestão do ex-prefeito Valmir Mariano (PSD), para administrar a unidade de saúde.

Sobre a intervenção, a Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Parauapebas (ASCOM), divulgou a seguinte nota, confira abaixo:


“A Prefeitura Municipal de Parauapebas decretou na data de 18 de janeiro de 2017 a intervenção nos serviços transferidos ao Grupo de Apoio à Medicina Preventiva (GAMP), por meio do Contrato de Gestão nº 20160440, que repassava a referido grupo a administração do Hospital Geral de Parauapebas.
A intervenção, cujo prazo é de até 90 dias, se justifica pelo descumprimento de várias cláusulas contratuais, que poderiam ocasionar a paralisação dos serviços de saúde oferecidos à população.
Deste modo, a Prefeitura assume a direção do HGP para oferecer uma saúde digna e de qualidade para quem mais precisa. A partir da comunicação oficial ao GAMP sobre a intervenção, os serviços oferecidos pelo Hospital Geral são assumidos pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).
O decreto estabelece a formação de uma Comissão de Intervenção, que terá participação do Conselho Municipal de Saúde.
A Prefeitura de Parauapebas reitera sua determinação de usar os recursos públicos em favor do bem de toda a sociedade”.

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu