Publicidade

Professor voluntário de karatê e líder comunitário é morto a tiros

Djacy Cerdeira Santos, de 41 anos, foi morto a tiros por dois assassinos em uma motocicleta no final da manhã desta quarta-feira (19) em Marabá, sudeste paraense. O homem trabalhava como agente de portaria, sendo concursado do município e, nas horas vagas, dava aulas gratuitas de karatê para crianças e jovens da região. Para o a polícia, ele é uma “vítima atípica” de crimes com características de execução, já que o homem não teria envolvimento com crimes ou qualquer inimizade conhecida.

Segundo o tenente Aureliano, oficial do 4º BPM, o crime foi por volta de 11h20. no Residencial Tiradentes, que fica no Bairro Morada Nova, onde Djacy morava. Os dois motociclistas chegaram, dispararam várias vezes contra Djacy e fugiram. Os tiros chamaram a atenção de vizinhos, que chegaram a socorrer o homem, mas ele não resistiu e morreu antes de chegar ao hospital.


Djacy participou de vários campeonatos de artes marciais por todo país. Ele ensinava o karatê de forma voluntária em uma creche de seu bairro, onde também atuava como líder comunitário. A morte do morador é lamentada por seus colegas de trabalho, vizinhos e alunos, e todos se perguntam o que pode ter servido como motivação para a execução. A Divisão de Homicídios da 21ª Seccional de Polícia Civil já investiga o caso.

Reportagem: Portal ORM

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu