Publicidade

Residencial Nova Carajás IX: reunião intersetorial discute matriz de responsabilidades

Para dar sequência ao cronograma da obra do Residencial Nova Carajás IX, que segue em ritmo acelerado, representantes das secretarias municipais de Habitação (Sehab), Obras (Semob), Serviços Urbanos (Semurb), do Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Parauapebas (Saaep), e das instituições Banco do Brasil e Amec Construtora participaram de reunião na terça-feira (21), na sala do chefe de gabinete, Roque Dutra.

Na pauta o alinhamento acerca das ações e atividades a serem executadas por cada parceiro, com a exposição da matriz de responsabilidades contendo a atribuição, funções e responsabilidades de cada ente, a fim de que o cronograma seja mantido, com a entrega da primeira fase do residencial até dezembro desse ano, que compreende 696 unidades habitacionais.


O engenheiro Danilo Naves Marra, da Amec Construtora, destacou pontos importantes no que se refere ao fornecimento de água ao residencial, bem como acrescentou que é necessário receber do Saaep a aprovação do projeto da ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) já enviado à autarquia.

O vice-prefeito e diretor do Saaep, Sérgio Balduíno, garantiu contribuir com o cronograma de atividades, colocando à disposição equipe técnica para atender a demanda. Inclusive, um novo encontro foi agendado para o próximo dia 30 de maio com equipe técnica para tratar das responsabilidades e prazos, especialmente das questões relacionadas à água e esgoto do projeto.

Também foram alinhadas situações relacionadas à pavimentação e energização do empreendimento, demanda social de beneficiários, cronograma de execução da obra da rede de água e esgoto, e prazos para a retirada das famílias que ocupam irregularmente a segunda etapa do empreendimento. No entendimento do engenheiro Adriano Luiz Pavan da Silva, do Banco do Brasil, todos os esforços são necessários para o sucesso e entrega da obra.

Para o secretário de Habitação, João Fontana, os parceiros cumprem papel importante para garantir a sequência positiva do empreendimento. “Todos os passos e prazos devem ser seguidos de forma assertiva a fim de evitar o atraso na entrega. O nosso objetivo principal é garantir e atender essa população que carece de moradia digna.”, completou.

Residencial Nova Carajás IX

O Residencial Nova Carajás IX vai contemplar 1.194 famílias de menor renda, nas suas duas etapas. Trata-se de um projeto que faz parte do Programa Minha Casa Minha Vida (PMCMV), por meio do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR) do Governo Federal, tendo como instituição financeira o Banco do Brasil.

A obra do residencial foi retomada após esforço da gestão municipal, quando a Prefeitura de Parauapebas executou todo o processo de retirada das famílias que ocupavam irregularmente a área há algum tempo. Nesta primeira fase, a empresa responsável pela construção das casas gerou mais de 400 empregos diretos, sendo 150 ocupados por integrantes das famílias pré-selecionadas para o Residencial Nova Carajás IX.

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu