Publicidade

SDU estuda acordo com Patrimônio da União para gerenciar áreas em Marabá

A Superintendência de Desenvolvimento Urbano – SDU e a Secretaria de Patrimônio da União – SPU reuniram-se nesta quinta-feira (06), em Marabá, para discutir os termos do acordo de cooperação técnica que permitirá a gestão compartilhada das áreas da União no município.

Diversas áreas da cidade, pertencentes à União, carecem de regularização fundiária, entre elas a Orla do Tocantins e espaços ocupados por conjuntos habitacionais. A gestão compartilhada vai permitir agilidade e maior participação do município na resolução dos problemas causados por ocupações irregulares nas áreas da União.


Gilson Dias, superintendente da SDU, enfatizou a importância do acordo.

– Com a parceria, o município terá condições de gerenciar de forma direta a ocupação do solo urbano, evitando e solucionando conflitos em áreas como a Invasão da Infraero, por exemplo. Será um grande avanço, sem dúvida.

Lélio Costa da Silva, superintendente da SPU no Pará também se mostrou otimista em relação ao acordo de cooperação técnica entre as duas esferas de poder.

– Este tipo de acordo é importante tanto para a União quanto para o município. Pudemos perceber que esta gestão vem buscando desenvolver a cidade respeitando suas características e ordenando de forma coerente a ocupação do solo urbano e queremos ajudar neste esforço que está sendo feito.

Além de Gilson Dias e Lélio Costa, participaram da reunião João Oliveira, coordenador de Regularização Fundiária/SPU, Moisés Alves, assessor de Gabinete e diretores da SDU.

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu