Publicidade
Parauapebas

Secretaria de Saúde emite nota sobre morte de jovem de 25 anos em Parauapebas

Durante a manhã desta terça-feira (11), começaram a circular várias versões sobre a morte de uma jovem de 25 anos de idade, identificada como Ivanilde Nascimento da Silva.

As informações iniciais davam conta que a jovem estava muito doente, porém, não teria recebido os atendimentos necessários por parte da Secretaria Municipal de Saúde de Parauapebas (Semsa).

A equipe de reportagem do Portal Pebinha de Açúcar entrou em contato com a Assessoria de Comunicação da Semsa e pediu esclarecimentos sobre a morte prematura de Ivanilde.

Confira abaixo a nota enviada pele a Secretaria de Saúde:

“A Direção do Hospital Geral de Parauapebas vem esclarecer fatos relacionados ao caso da paciente Ivanilde Nascimento da Silva, de 25 anos. A mesma deu entrada no Pronto Socorro Municipal proveniente da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) no dia 05 de abril de 2017, às 12h30, acompanhada de exames complementares:
ultrassonografia, realizada no dia 03/04/2017, com as hipóteses diagnosticadas:

– alteração da ecotextura do fígado, tal situação sugere esteatose hepática.
– formações císticas hepáticas.
– litíase na vesícula biliar.

A paciente estava apresentando o seguinte quadro clínico: dores abdominais, náuseas, vômitos, referindo histórico de colelitíase (pedra na vesícula), icterícia +++(pele amarelada).Após a entrada no pronto socorro, a paciente foi encaminhada para internação para melhor avaliação do seu quadro clínico, momento no qual foi realizada uma ressonância de abdômen total com a seguinte impressãodiagnóstica:

– Formações císticas hepáticas com alto teor proteico, achados esses que podem corresponder àequinococose alveolar, porém não podendo se descartar a possibilidade de colangite ou ainda cistos hepáticos, de outra natureza indeterminada por este método de estudo, necessitando correlação com dados clínicos adequados que não dispomos bem como de prosseguimento da investigação diagnostica. Existe ainda bile tumefacta na topografia da região fúndica vesicular, sem infiltração da parede adjacente.

Depois de analisados pela equipe cirúrgica o quadro clínico e exames complementares, obteve-se como principal diagnóstico diferencial para a paciente a Síndrome de Caroli, doença rara que se caracteriza por dilatação das vias biliares intra-hepáticas, juntamente com fibrose hepática congênita. As manifestações clínicas iniciais incluem febre, dor abdominal e hepatomegalia, icterícia (pele amarelada). É comum que esta patologia ocorra em associação com outras doenças, como doenças renais, colangite, colelitíase (pedra na vesícula), abscesso biliar, sepse, cirrose hepática e conlangiocarcinoma.

Como o tratamento para tal patologia consiste em hepatectomia(retirada parcial do fígado e até mesmo transplante hepático), esse procedimento de alta complexidade não se realiza no município. Mediante isso, a equipe médica referenciou a paciente assim que fechou o diagnóstico e ficou no aguardo de um leito na capital do Estado, Belém.

Neste meio tempo, a paciente teve seu quadro clínico complicado pela patologia de base (Síndrome de Caroli), evoluindo com colangite aguda. Ela foi encaminhada para UTI no dia 10/04/2017, às 23h40, vindo a evoluir para óbito nesta terça-feira, 11/04/2017, às 7h30.

A Secretaria Municipal de Saúde se solidariza com a família enlutada e se coloca à disposição para quaisquer esclarecimentos sobre o caso”.

Publicidade

Pebinha de Açúcar Comunicação & Marketing LTDA-ME
CNPJ: 05.200.883.0001-05 Parauapebas-Pará-Brasil
(94) 3356-0260 | (94) 981342558

Todos os direitos reservados © 2017 Pebinha de Açúcar Comunicação & Marketing Ltda-ME
Desenvolvimento Web: Agência Maktub

To Top
error: Reprodução proibida!