Publicidade

SEMSA afirma que PM que teve perna decepada recebeu bolsas de sangue do estoque do HGP

Durante a madrugada desta quarta-feira (16), começaram a circular pelas redes sociais várias críticas que afirmavam que muitos populares se deslocaram ao Hospital Geral de Parauapebas (HGP) para doarem sangue para um policial militar que acabou tendo uma de suas pernas decepadas em uma perseguição policial, porém a unidade de saúde não tinha estrutura para receber as doações.

Durante o final da tarde de hoje, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) se manifestou através de nota de esclarecimento.


Confira a nota enviada ao Portal Pebinha de Açúcar:

“Com relação ao atendimento prestado ao paciente P. M. C. S., vítima de acidente de trânsito registrado na noite da última terça-feira, 15, a Secretaria de Saúde (Semsa) informa que:

Ao dar entrada no Hospital Geral de Parauapebas (HGP), o paciente foi imediatamente encaminhado para a realização de cirurgia onde recebeu duas bolsas de sangue tipo O negativo (O -), bolsas que o hospital possuía em estoque em sua agência transfusional.

A mobilização em torno do pedido de doação de sangue é uma prática louvável e reflete o tamanho da solidariedade frequentemente constatada no município, além de ser de extrema importância repor as bolsas de sangue para o estoque da unidade de saúde. A Semsa enfatiza que não houve necessidade de transferência do paciente.

O paciente está estabilizado e já iniciou tratamento psicológico que se faz necessário para a melhor recuperação possível;

A Secretaria de Saúde lamenta o trágico acidente e reitera que a toda a equipe médica envolvida está dedicada à recuperação do paciente”.

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu