Publicidade
Eventos

Tiririca se apresenta hoje em Parauapebas e confirma que deixará a política

Após fazer shows em Tucuruí, Itaituba e Marabá, o humorista Tiririca segue sua turnê por cidades paraenses e se apresenta hoje (5) à noite no Ginásio Poliesportivo de Parauapebas. Os portões serão abertos a partir das 19h00 e o show começará às 20h00, segundo informaram os produtores locais, Haroldo da Big Loja, MC Lobato e Mabiana Guimarães.

Hoje pela manhã, em entrevista coletiva em um hotel da cidade, Tiririca brincou com os jornalistas e, de forma descontraída, falou sobre o show “Minha História”: “É um show muito divertido, onde conto minha história de forma bem alegre e divertida. É um bate papo com a plateia. Uma coisa bem divertida. Eu mesmo me acabo de rir. Eu me divirto. Sou uma criança no palco. O povo de Parauapebas pode esperar muita palhaçada. O show tem a participação da minha mulher, Nana Magalhães, e do meu filho mais novo, Everardo, de 21 anos, e estou muito feliz com esta turnê pelo o Brasil”, disse ele, destacando que abre o show com a música “Florentina”, que o consagrou nacionalmente em 1996. “Não imaginava que Florentina fosse fazer este sucesso todo. Para eu chegar no meio dos artistas foi através da Florentina. A partir desta música, as televisões abriram as portas para mim e pude mostrar melhor o meu trabalho como humorista”, destacou.

Tiririca lembrou que na sua vida nada foi fácil. “A gente está sempre buscando o sucesso. E o momento bacana na minha carreira foi a música Florentina. Na época não tinha internet e o pessoal foi vendendo fita cassete com a música e minhas piadas e estourou no Brasil todo”.

O humorista estava todo feliz ao dizer que sua filha Florentina, de 20 anos, apareceria no programa do apresentador Geraldo Luiz, da Rede Record, na manhã deste domingo, contando sua história. Quando a mãe dela, Rogéria Márcia (que faleceu há 3 anos) estava gravida, disse que se a música Florentina fizesse sucesso, colocaria o nome na filha. Não deu outra. A música fez sucesso, mudou a vida da família e hoje a bonita Florentina começa a percorrer os circos do Brasil fazendo shows como humorista, ao lado do namorado, que também é humorista. Tiririca tem mais três filhos e duas filhas. A mais nova tem apenas 8 anos e é fruto de seu casamento com a atriz Nana Magalhães, com quem está casado há 20 anos. (Quando eles se conheceram, ela tinha apenas 18 anos e ajudou a criar os três filhos mais novos do Tiririca).

Desistência da política

O político Francisco Everardo Oliveira Silva, 52, natural de Itapipoca (CE), confirmou que não mais se candidatará a nenhum cargo público nas eleições de 2018 e apenas cuidará de seus shows e voltará a fazer programas de televisão. “Verdade. Eu não venho mais. Realmente estou muito decepcionado. Dos 513 deputados federais, eu sou um dos 7 mais assíduos da Casa, ou seja, deputados que nunca faltaram a uma sessão. Mas só isto não basta. Aprovar projetos na Câmara é muito difícil e não depende só da gente. A mecânica lá não funciona. E como a cobrança nas ruas é muito grande, vou parar por aqui. Vou dar continuidade aos meus shows e programas de televisão”, afirmou.

Tiririca foi eleito pela primeira vez para a Câmara Federal em 2010 pelo PR de São Paulo com a expressiva votação de 1.353.820 votos. Foi o mais votado do país naquela eleição. Na oportunidade, ele acabou elegendo três deputados de sua coligação: Otoniel Lima (PRB), Vanderlei Siraque (PT) e Protógenes Queiroz (PC do B). Já nas eleições de 2014, ele não repetiu o feito, mas mesmo assim ficou em segundo lugar como o mais votado do país, perdendo apenas para o apresentador de TV Celso Russomano. Tiririca obteve 1.016.796 votos e ainda elegeu dois deputados federais, por causa do chamado quociente eleitoral: Capitão Augusto (49.900 votos) e Miguel Lombardi (32 mil votos).
“A minha primeira eleição teve voto de protesto e de pessoas que acreditaram em mim e já me acompanhavam há muitos anos. Já a segunda eleição (em 2014) não foi só votos de protesto”, declarou, acrescentando que está deixando seu nome na história da política mundial. “Sou o único político eleito com mais de 1 milhão de votos duas vezes seguida. Estamos aí fazendo um trabalho bacana. Está para ser aprovado um projeto de minha autoria que inclui a arte circense na Lei Rouanet*. Falta apenas ser votado em uma comissão da Câmara”, frisou.

Tiririca explicou a política atrapalha sua carreira de humorista. “Eu sou um artista popular. Isto atrapalhou muito na minha carreira artística. Você vota de uma maneira e não agrada todo mundo. É melhor ficar com o humor mesmo. Como artista, a pessoa vai ao meu show se quiser me ver realmente e se quer assistir ao meu trabalho. Como político, as pessoas me cobram muito por esse Brasil afora. Prefiro parar por aqui”, afirmou categoricamente o deputado.

Sempre afirmando que o futuro do país está nas mãos dos jovens, Tiririca disse que acredita muito no Brasil. “A situação mudará com o jovem. Temos que tirar aquele pessoal lá de dentro e colocar gente nova. A galera quer é mudança. Tem muita tralha ruim lá. Temos que tirar essa tralha de lá. O povo fazendo isso, já muda muita coisa”, alertou.

Tiririca declarou que está realizado na vida, mas sempre busca sonhos. “Minha filha mais nova tem 8 aninhos. Quero ver um Brasil melhor para ela. Quero levar alegria para o povo em shows e atualmente levo muita alegria para todos nos shows e via internet também”, destacou, adiantando que em breve pretende fazer um show junto com os filhos.

Humor no Brasil

Para o experiente humorista, o humor hoje no Brasil está mais fácil. “A abertura está maior. Mas aquele humor nato, tem muito pouco na televisão brasileira, o humor natural como tinha os Trapalhões e o Golias já não tem mais. Hoje, o humor caricato tem eu, tem eu e tem eu”, disse ele, brincando. Tiririca reconhece, entretanto, que há bons novos humoristas de stand up (espetáculo de humor executado por apenas um comediante, sem uso de acessórios ou cenários).

Sobre a dica para quem deseja seguir a carreira de humorista, ele é categórico. “Tem que gostar do que faz. Trabalhar muito, que o resto vem. Para uns vem fácil, mas também vai fácil, se você não tiver preparado. Tem que ter fé em Deus e correr atrás de seus objetivos. Eu tenho fé em Deus” afirmou.

*O que é a Lei Rouanet?

Principal mecanismo de fomento à Cultura do Brasil, a Lei Rouanet, como é conhecida a Lei 8.313/91, instituiu o Programa Nacional de Apoio à Cultura (Pronac). O nome Rouanet remete a seu criador, o então secretário Nacional de Cultura, o diplomata Sérgio Paulo Rouanet. Para cumprir este objetivo, a lei estabelece as normativas de como o Governo Federal deve disponibilizar recursos para a realização de projetos artístico-culturais. A Lei foi concebida originalmente com três mecanismos: o Fundo Nacional da Cultura (FNC), o Incentivo Fiscal e o Fundo de Investimento Cultural e Artístico (Ficart). Este nunca foi implementado, enquanto o Incentivo Fiscal – também chamado de mecenato – prevaleceu e chega a ser confundido com a própria Lei. (Fonte: http://rouanet.cultura.gov.br).

Reportagem: Lima Rodrigues

 

Publicidade
Publicidade

Pebinha de Açúcar Comunicação & Marketing LTDA-ME
CNPJ: 05.200.883.0001-05 Parauapebas-Pará-Brasil
(94) 99121-9293 | (94) 981342558

Todos os direitos reservados © 2017 Pebinha de Açúcar Comunicação & Marketing Ltda-ME
Desenvolvimento Web: Agência Maktub

To Top
error: Reprodução proibida!