Publicidade

Título de Cidadão Honorário de Parauapebas é concedido ao geólogo descobridor de Carajás

O trabalho do geólogo descobridor da região ferrífera de Carajás foi reconhecido, registrado e condecorado na noite desta quinta-feira, 22. A maior honraria do Poder Legislativo foi concedida ao geólogo Breno Augusto dos Santos. O título de cidadão honorário foi entregue durante a cerimônia que contou com a presença do vereador Antônio Chaves de Sousa, o Major da Mactra, Devanir Martins e o presidente da Câmara Municipal de Parauapebas, Josineto Feitosa. Dentre as autoridades locais no evento, estava o prefeito de Parauapebas Valmir Mariano, o secretário de cultura, Fernando Veras e o diretor de Ferrosos Norte da Vale, Paulo Horta.

O título de cidadão honorário, concedido por meio da Comenda Municipal do Mérito Milton Martins, homenageia cidadãos que contribuíram, de forma relevante, com a construção e o bem estar do município. O título foi conferido ao geólogo com base no Decreto Legislativo número 001/2014, aprovado durante a Sessão Ordinária desta terça-feira, 20.
Breno Augusto foi pioneiro na investigação de recursos minerais na região e o primeiro geólogo a identificar o potencial de minério de ferro em Carajás. Após a descoberta dele, no ano de 1967, começou a exploração na região e posteriormente o surgimento de Parauapebas.
Ao entregar o Título de Cidadão Honorário do Município a Breno, o presidente do Legislativo frisou que o município só cresceu e se desenvolveu graças ao trabalhos do geólogo na década de 60. “Foi lá atrás que tudo surgiu, somos hoje o reflexo do descobrimento e do seu trabalho. Hoje centenas de pessoas chegam a essa terra em busca de melhores condições de vida e isso só acontece por causa da riqueza mineral capaz de possibilitar a muitos a realização financeira e pessoal”, explicou Josineto.

Saraiva publicidade

Para o homenageado da noite, Breno Augusto, o título é mais um presente de sua carreira, que segundo ele, foi imensamente abençoada por Deus. “Encontrar Carajás foi o maior privilégio da minha vida. Ainda no início da minha carreira tive essa felicidade, alguns geólogos passam anos procurando riquezas minerais e Deus me concedeu essa dádiva cedo em minha vida”, ressaltou Breno.

Reportagem: Josiane Quintino

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu