Publicidade

Trabalhadores na educação aprovam a permanência de Shirlean na Semed

Passados 30 dias da queda da então Secretária Municipal de Educação, Francisca Ciza (PSDB), ainda se especula sobre o nome de seu sucessor.
Continua na cadeira, interinamente, Shirlean Rodrigues da Costa, que assumiu a vaga em um momento de crise dado ao fato da greve que durou cerca de 20 dias. Apesar do momento crítico, Shirlean caiu no gosto dos trabalhadores e servidores da educação ao equacionar os dias da greve e concluir a negociação da pauta apresentada pelos grevistas.

“Ele foi coerente e dispôs a conversar com a categoria de forma técnica, beneficiando tanto o governo como a categoria”, disse o professor Marcos, salientando que o secretário sentou com o COMEPA (Conselho Municipal de Educação de Parauapebas) e discutiu assuntos de interesses da classe.
Coordenadores do Sintepp (Sindicato dos Trabalhadores na Educação Pública), Fábio Santos e Márcia Quaresma comungam a mesma opinião e torcem pela permanência de Shirlean por entender que, de forma técnica, defende os trabalhadores da categoria.


Na opinião da professora Vânia Almeida, Shirlean, tem o preparo adquirido na área administrativa em uma grande empresa e já demonstrou atenção aos problemas da classe quando, mesmo sem fazer parte da secretaria municipal de educação, ouviu os coordenadores do movimento em período de greve.
“Torço para que o Shirlean fique, pois é alguem que sabe conversar com as pessoas como já provou”, almeja ela.
Veterano na educação em Parauapebas, o professor Jesse James, avalia ter sido uma excelente escolha o nome de Shirlean, e cita sua ativa atuação como administrador, e o fato da pouca manifestação contra sua permanência na pasta.

“Precisamos de alguém que interaja com a categoria, e ele tem demonstrado a flexibilidade e habilidades necessárias para isto”, avaliou Jesse James, enfatizando ser necessário a permanência de Shirlean na pasta para, de acordo com sua opinião, mostrar sua capacidade de gestão.

Nossa equipe de reportagem entrevistou em off vários professores e servidores da educação pública que não quiseram gravar entrevistas com medo de retaliações futuras. Maioria absoluta deles se declararam a favor da nomeação de Shirlean como Secretário Municipal de Educação; alegando o fato deste precisar de mais tempo para desempenhar bem sua gestão que, segundo eles, começou no caminho certo.

Indicações
Por se tratar de um cargo político outros três nomes são cogitados para suceder a recém exonerada secrataria municipal de educação, Francisca Ciza:
Francisângela Rezende (PMDB), Juliana (PSDB) e Rui (PT).

De acordo com entendedores da política local, a nomeação da ex vereadora Francisâgela, para a pasta, significaria o retorno das “viúvas de Bel Mesquita” que se dispersaram e de novo se ajuntariam e articulariam a ressurreição da ex-prefeita que continua politicamente “em queda livre”.

É visível o desgaste de Juliana que, além de ser, segundo fontes, uma indicação do ex-vereador Faisal Salmen, enfrenta muitas reclamações no exercício da atual função que exerce, assessora no gabinete do prefeito. Para alguns, se ela já apresenta ares de arrogância sendo apenas assessora será ainda mais se tornando titular de uma pasta.
Quanto a Rui, seu partido torna pouco provável sua nomeação, levando em conta ser ainda, segundo vozes experientes da política local, muito cedo para um casamento entre reconhecidos rivais na política local.

Reportagem: Francesco Costa

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu