Publicidade

Uma mulher foi presa no Brasil por vender espetinho de cachorro?

Será que essa história é verdadeira ou falsa?

É verdade que uma mulher foi presa na zona norte após a polícia descobrir que ela vendia churrasquinho com carne de cachorros de rua?

A notícia se espalhou nas redes sociais na segunda semana de maio de 2018 e deixou muita gente chocada! De acordo com o texto compartilhado através de grupos no WhatsApp, uma mulher teria sido presa após a Polícia descobrir que ela estava vendendo espetinhos feitos com carne de cachorros recolhidos na rua.


As denúncias anônimas teriam ajudado nas investigações e teriam partido de vizinhos que haviam dado falta de seus animais de estimação.

Será que essa história é verdadeira ou falsa?

Verdade ou mentira?

O curioso dessa “notícia” é que faltam dados importantes a respeito do assunto tratado como, por exemplo, o nome da mulher e o do delegado que estaria cuidando do caso.

Além disso, o caso da comerciante teria ocorrido em várias cidades do Brasil. Em uma página chamada “Notícias no Face RJ“, por exemplo, a mulher teria sido presa em Seropédica e era a maior fornecedora de churrasquinho da região:

Mulher foi presa após a Polícia descobrir que ela vendia churrasquinho de carne de cachorro! Será verdade? (foto: Reprodução/WhatsApp)

 

Em outras publicações, usuários juram que a prisão teria ocorrido em Recife.

Encontramos essas mesmas fotos atribuídas à uma vendedora de churrasquinho que teria sido presa em São Paulo, Vitória (ES), Belo Horizonte (MG) e em várias outras capitais.

Ou seja, ninguém sabe onde o fato teria ocorrido de fato…

Sobre as fotos

As imagens usadas para espalhar essa fake news sequer são daqui do Brasil! Alguém juntou algumas fotos de notícias diferentes para criar esse boato digital.

A fotografia mostrando vários cachorros brancos pendurados pelo focinho é de 2013, tirada no Vietnã.

Já a foto de uma grande quantidade de carne espalhada sobre um plástico azul no chão já era antiga em 2017, quando um boato circulou na Índia. Na ocasião, o que se espalhou era que uma grande rede de restaurantes estaria vendendo carne de cachorro na cidade indiana de Hyderabad.

A foto de um cachorro pendurado pelo pescoço e com o corpo sem o pêlo circula pela web desde 2015 e não tem nenhuma relação com o Brasil. A polícia investigava se essas imagens teriam surgido em Singapura.

Conclusão

A notícia afirmando que uma mulher teria sido presa em alguma cidade do Brasil por vender churrasquinho de carne de cachorro é falsa!

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu