Publicidade

Urnas eletrônicas chegam em Parauapebas e Curionópolis

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) enviou ontem (8) mais uma remessa de urnas para o interior do Estado. Desta vez, para 11 municípios das regiões nordeste e sudeste do Estado. A previsão é de que estas urnas cheguem aos locais de destino dentro de três dias. O transporte de urnas segue até amanhã (10).

Ontem saíram do depósito da Justiça Eleitoral em Ananindeua, as urnas e cabines de votação que serão utilizadas nos municípios de Castanhal, São Domingos do Capim, Santa Maria do Pará, Igarapé-Açu, Maracanã, São Francisco do Pará, Rio Maria, Santana do Araguaia, Curionópolis e Parauapebas.


O processo de distribuição das 19,5 mil urnas que serão usadas nestas eleições começou no último dia 1º e segue até o dia 10. Hoje está previsto o envio de urnas para os municípios de Vigia, Santa Izabel do Pará, São Miguel do Guamá, Mãe do Rio, Conceição do Araguaia e Redenção. E amanhã, as urnas de Curuçá, Marapanim, Barcarena, Xinguara, São Felix do Xingu e Tucumã.

De acordo com o coordenador de logística do TRE, Eduardo Jorge, como as entregas estão sendo feitas com certa antecedência, o transporte será feito pelas malhas viária e fluvial. A meta é de que até o dia 15 todos os cartórios já estejam com os equipamentos que serão usados no primeiro turno.

“Estas urnas precisam estar nos cartórios até o dia 15 porque a partir do dia 21 começa o calendário de preparação das urnas, quando são inseridos nas urnas eletrônicas os dados dos eleitores e dos candidatos para a votação”, afirmou.

Apenas as urnas que serão usadas em Belém, Ananindeua e Marituba permanecerão no Depósito de Urnas de Ananindeua até as vésperas da eleição, quando serão transportadas não mais em direção aos cartórios, e sim, diretamente, aos locais de votação. O cronograma de preparação das urnas nestes municípios ocorre no período de 21 a 28 de setembro. Já os cartórios eleitorais do interior terão de 22 a 25 deste mês para fazer o armazenamento dos dados.

Superada esta etapa, cada Zona Eleitoral se incumbirá de fazer, na véspera do pleito, a distribuição das urnas às quase 16 mil seções eleitorais que serão montadas no Pará para o primeiro turno. Das 19,5 mil urnas que serão usadas nestas eleições, em torno de 15% serão reservadas para situações de emergência, caso haja alguma pane na hora da votação.

As máquinas são dos modelos 2004, 2010 e 2013. Sendo que as primeiras, da versão mais antiga em funcionamento pela Justiça Eleitoral, serão usadas apenas em Belém. “Mas mesmo as urnas modelo 2004, desde as eleições de 2012, não usam mais disquetes. Já estão adaptadas para uso de pen drive”, explicou o coordenador de logística.

Todos os equipamentos já estão adaptados para fazer a leitura biométrica dos eleitores. Porém, nestas eleições, apenas os moradores dos municípios de Ananindeua, Barcarena, Capanema, Terra Alta, Capitão-Poço, Castanhal, Curuçá, Paragominas e Peixe-Boi já fizeram o recadastramento e serão identificados pelas digitais no dia da votação.

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu