Publicidade

Vereador Ivanaldo Braz bate-boca com o presidente da Câmara de Parauapebas

Um fato inusitado aconteceu durante a Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Vereadores de Parauapebas que começou por volta das 16h30min e só se encerrou depois das 22h00min da última terça-feira (11).

Como a agenda estava extensa pelo fato de a pauta ser grande e ainda por ter ocorrido uma homenagem feita pela Casa de Leis para 9 líderes evangélicos em alusão ao Dia Municipal do Evangélico, comemorado nesta terça-feira, a Sessão Ordinária foi bastante desgastante, e isso provavelmente deve ter deixado os ânimos dos vereadores Ivanaldo Braz e Josineto Feitosa exaustos.

Saraiva publicidade

O bate-boca entre Ivanaldo Braz (PDT) e o presidente da Câmara de Parauapebas, Josineto Feitosa (PSDC) se iniciou no momento em que os 15 parlamentares estavam discutindo a aprovação de um projeto habitacional da Prefeitura de Parauapebas que visa tirar os moradores da área denominada “Alto Bonito” e remanejá-los provisoriamente para “alugueis sociais” pelo prazo de pelo menos um ano e seis meses.

No momento em que usou o microfone, Braz fez uma reclamação ao presidente da Câmara afirmando que a Secretaria Municipal de Habitação (SEHAB), que tem a senhora Maquivalda Aguiar como titular da pasta, teria enviado para a mesa diretora da Câmara dois ofícios para que a Secretaria de Habitação explicasse o projeto aos vereadores, porém, segundo Braz, a SEHAB não obteve resposta por parte da Câmara.

Por sua vez, o vereador Josineto em um tom fora do seu comum, pediu que o vereador Braz trouxesse a ele as cópias protocoladas dos documentos que teriam sido entregues na Câmara de Parauapebas. “O que estamos vendo neste atual governo é que as secretarias estão tomando decisões sozinhas e nem se quer nos comunicam das ações que estão sendo tomadas”, afirmou Josineto.

Logo após, o vereador Braz se alterou, deixou o microfone em sua mesa e se deslocou até a mesa da presidência da Câmara e praticamente jogou na frente de Josineto os documentos que segundo ele foram entregues na Câmara de Parauapebas e devidamente protocolados, porém, nenhuma atitude teria sido tomada.

Logo após o bate-boca, os ânimos dos vereadores voltaram ao normal e a Sessão Ordinária continuou tranquila até o final.

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu