Publicidade

Vereadora Eliene afirma que CPI para investigar gastos da Câmara deve ser criada

Na tarde da última segunda-feira (29), foi realizado no Plenário da Câmara Municipal de Parauapebas um ato público realizado pelos cinco vereadores de oposição do Governo Valmir Mariano (PSD), que segundo eles, serviu para chamar a atenção de entidades, imprensa, classes empresariais e população em geral, para que todos pudessem acompanhar os trabalhos dos parlamentares acerca das Comissões Parlamentares de Inquéritos (CPIs) que investigam as secretarias de educação e saúde.

Na oportunidade, algumas lideranças e representantes de entidades tiveram a oportunidade de falar sobre os assuntos relacionados ao tema do ato.

Saraiva publicidade

Por sua vez, o jornalista Bariloche Silva, diretor do Portal Pebinha de Açúcar, perguntou aos três vereadores se não é o momento de se abrir uma CPI para investigar os gastos exorbitantes que estão sendo registrados na atual presidência da Câmara Municipal de Vereadores de Parauapebas, como por exemplo um contrato com uma empresa de jardinagem no valor superior a R$ 300 mil, licitação com agência de publicidade no valor superior a R$ 1 milhão, entres outros.

O vereador Francisco Amaral Pavão (SDD) afirmou e disse que o grupo dos cinco vereadores poderia sim criar uma CPI para investigar as contas da Câmara, porém, existem outras prioridades e a criação dessa Comissão de Inquérito Parlamentar (CPI), poderia atrapalhar outras CPIs que serão instauradas pelos parlamentares.

Por sua vez, o vereador José Arenes (PT), que diga-se de passagem é o vice-presidente da atual presidência da Câmara de Parauapebas, foi sucinto ao afirmar que em nenhum momento deu trabalho para o presidente Josineto Feitosa (SDD). “Sou sim o vice-presidente desta casa, mas em nenhum momento dei trabalho ao presidente Josineto. Nas poucas vezes que tive que sentar na cadeira de presidente, foram por poucos minutos”, afirmou.

Já a vereadora Eliene Soares (PT), foi categórica ao afirmar que:

“a justiça boa tem que começar dentro de casa. Precisamos conquistar a confiança do povo que na sua grande maioria acha que todos os políticos são ladrões. Sou sim à favor que se crie uma comissão para investigar as contas da atual presidência da Câmara de Vereadores de Parauapebas. O Portal da Transparência não é atualizado por essa presidência, projetos só entram se alguns vereadores autorizarem, infelizmente essa mesa da presidência é comandada pelo vereador Odilon Rocha”, destacou Eliene Soares.

Reportagem: Yarla Oliveira – Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar
Fotos: Bariloche Silva

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu