Publicidade

Vereadores Dr. Charles e Pavão são acusados de tentativa de extorsão

O município de Parauapebas está movimentado no que diz respeito ao cenário político, tendo em vista que em menos de um mês, duas Comissões Parlamentares de Inquéritos (CPIs) foram instauradas por cinco dos 15 vereadores da Câmara Municipal de Parauapebas, uma para investigar supostas irregularidades na compra de contraceptivos pela Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA) e outra para apurar denúncias de supostas irregularidades no setor de transporte escolar da Secretaria Municipal de Educação (SEMED).

A criação das CPIs por cinco vereadores que se declararam oposição ao governo do Prefeito Valmir Mariano (PSD) deixou a comunidade dividida. Várias perguntas ficaram no ar, a principal delas foi: “Porque só agora os vereadores decidiram criar as CPIs, sendo que as supostas denúncias já tinham circuladas antes?… Antes alguns dos vereadores que assinaram as CPI’s eram posição ao Governo Valmir Mariano e inclusive tinham participação no governo como em secretarias e coordenadorias, agora que não fazem mais parte, porque decidiram virar oposição?…”.


Na tarde da última quarta-feira (24) o blogueiro Zé Dudu (www.zedudu.com.br) publicou em seu blog um documento comprometedor que foi registrado em cartório e que acusa os vereadores Francisco Amaral Pavão (SDD) e Charles Borges (SDD), de tentativa de extorsão contra um funcionário de uma empresa que vendeu contraceptivos para a Secretaria Municipal de Saúde de Parauapebas.
As acusações são sérias e foram explicadas em detalhes, mostrando, segundo o documento, que os vereadores estariam pressionando a empresa para que recebessem dinheiro com o objetivo de que a “CPI da Saúde” não fosse instaurada.

Veja a denúncia:

1

2

Veja parte do texto publicado no Blog do Zé Dudu:

No último dia 8 este Blog publicou denúncia recebida de um empresário que afirmava ter sido procurado pelo vereador de Parauapebas Charles Agnelo Borges Segundo (SD), em Brasília, e que o mesmo teria tentado extorquí-lo sob a alegação de que tinha forças junto ao Conselho ´Municipal de Saúde, e caso não fosse atendidas suas “reivindicações”, seria criada uma CPI com o intuito de investigar a aquisição de contraceptivos junto à empresa do denunciante.

De lá pra cá tal CPI foi criada e o vereador Pavão, não citado pelo Blog naquele momento, saiu em defesa do vereador Charles Borges dizendo que a denúncia veiculada no Blog não procedia e para tanto, no sentido de desqualificar a mesma, disse que colocaria a mão no fogo pelo seu companheiro de Câmara.

O vereador Charles é candidato a deputado federal pelo Solidariedade. Em suas visitas pela cidade, questionado sobre a denúncia publicada no Blog, repete que este Blog não merece crédito e que a denúncia não procede. Chegando ao disparate de afirmar que o Blogger estaria sendo compensado financeiramente pela Semsa para publicar o que ele chama de mentiras.

Como já dito algumas vezes, neste Blog só são publicadas denúncias com provas.

Eis que em alguns comentários o Blogger foi questionado sobre tais provas. Eu acredito que com abertura da CPI da Saúde, como ficou conhecida a CPI que visa investigar a compra dos contraceptivos, já teria poder para investigar a denúncia publicada aqui. Todavia, em uma entrevista coletiva com os membros da CPI, nada foi tido sobre a denúncia ou sobre qualquer uma que tenha os nobres edis como investigado. O jornalista Waldyr Silva chegou a questionar se seriam investigados os gastos da Câmara, mas recebeu o silêncio como resposta.

As imagens abaixo são a reprodução de documentos que comprovam exatamente o que foi publicado aqui no Blog, sem aumentar ou diminuir nada. Seria muito salutar para a lisura desse processo investigativo pelo qual passa a Câmara de Parauapebas, que os nossos 15 vereadores os lessem para o simples conhecimento. Nele, o denunciante afirma categoricamente ter passado por uma tentativa de extorsão não só pelo vereador Charles, mas, também, pelo vereador Pavão (SD). Penso que, depois de verificado o documento, a Comissão de Ética da Câmara Municipal de Parauapebas deveria se posicionar. Confira o documento que comprova a denúncia.

Outro lado
Visando fazer um jornalismo de forma imparcial, a equipe de reportagem do Portal Pebinha de Açúcar entrou em contato com o vereador Dr. Charles (SDD), citado na matéria e o mesmo afirmou que estava em uma reunião, porém, pediu que nossa equipe entrevistasse o vereador Francisco Amaral Pavão (SDD), que na oportunidade nos recebeu em seu gabinete, na Câmara Municipal de Parauapebas, veja na íntegra a resposta do vereador quando perguntado pela nossa reportagem sobre a acusação de extorsão.

“Com certeza posso te dizer e garantir que em momento algum estou preocupado com esse tipo de acusação, até porque são denúncias inverídicas, inclusive quando houve a primeira denúncia publicada em um blog da cidade, citando apenas o nome do vereador Charles, eu usei a palavra na Câmara Municipal de Parauapebas e defendi o vereador Charles, até porque participei da reunião e se eu tivesse medo nem tinha tocado nesse assunto. Tenho a convicção que nem eu nem o Dr. Charles pedimos nada para esse jovem, até porque eu não o conhecia, vim conhecer ele em Brasília quando fomos convidados para estar no gabinete de um deputado de nosso partido. Informo que não pedi nada para esse jovem e nem ele me ofereceu de maneira nenhuma dinheiro. Em uma conversa em outro dia, no hotel da Jussara Jordy, ele me chamou, inclusive tenho as mensagens em meu celular, que podem servir de provas para as autoridades a qualquer momento, fui ao hotel e tivemos uma conversa bem tranquila e transparente e em nenhum momento ele me agrediu com palavras para tentar me subornar, como eu também não pedi nada em troca, ao contrário, ele falou que iria me ajudar a voltar o meu pessoa que tinha disso demitido da Prefeitura de Parauapebas, e eu disse concordei, se ele tivesse essa força, era uma boa. Em nenhum momento ele pediu para abortar a CPI, naquele momento a CPI foi abortada porque não tinha assinaturas suficientes do vereadores e hoje tem”, concluiu o vereador Pavão.

Reportagem: Bariloche Silva – Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu