Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

1º lugar em medicina na UEPA/Marabá é de Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A estudante Gabryella Sampaio Justino de 19 anos, que é filha do administrador de empresas Ivair Justino e da escrevente cartorária Rosangela Sampaio, residentes em Parauapebas, foi a 1ª colocada no curso de medicina pela Universidade do Estado do Pará – UEPA – Polo Marabá.

Gabryella que é paraense cursou parte do ensino fundamental e todo o ensino médio em Parauapebas na escola municipal Cecilia Meireles, nos colégios Objetivo e Sophos, estava fazendo cursinho em Brasília/DF, quando se inscreveu pelo Prosel, sistema que classifica os candidatos para a UEPA.
A estudante concorreu pelo sistema de vagas em “ampla concorrência”, onde foram inscritos aproximadamente 900 alunos para 40 vagas disponíveis.


Este ano na Universidade do Estado do Pará (UEPA), a concorrência do Processo Seletivo (Prosel) 2019, foi bastante significativa. Ao todo, 86.040 alunos se inscreveram, e os cursos mais concorridos foram: medicina, enfermagem, biomedicina, fisioterapia e design.

A jovem Gabryella já havia passado em medicina na UniEvangélica em Anápolis/GO e na Faciplac – Faculdades Integradas da União Educacional do Planalto Central de Brasília/DF, e nestas, ela teve que desistir, porque seus pais não tinham recursos para custear as despesas de uma faculdade particular de medicina que é muito alto.

Apesar do bom desempenho, que lhe garantiu o primeiro lugar na UEPA, ela não irá ocupar a vaga conquistada, isso em função de também ter conseguido alcançar nota suficiente, através do SISU, para outra entidade da qual ela sempre sonhou, que é a Escola Superior de Ciências da Saúde (ESCS), uma instituição pública voltada exclusivamente para a formação de médicos e enfermeiros no Distrito Federal.

Segundo Gabryella, o sucesso do resultado da classificação é atribuído ao apoio que sempre teve de seus pais, e seu foco nos estudos. Ela disse ter abdicado de muitas coisas para estudar e não escolhia dia, nem hora. Feriado, fim de semana eram sempre dedicados à busca pelo conhecimento.

Além da caloura em medicina, os pais de Gabryella, têm outras duas filhas, a mais velha que é cirurgiã dentista em Brasília, outra que está cursando odontologia também na Capital Federal, e agora desfrutam da alegria de ter, uma futura médica na família.

Publicidade

Veja
Também