Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Projeto de Eliene Soares obriga escolas a fixarem cartazes informativos sobre combate ao capacitismo

As escolas que integram a rede pública municipal de ensino de Parauapebas serão obrigadas a afixar cartazes informativos sobre prevenção e combate ao capacitismo. É o que determina o Projeto de Lei nº 108/2024, de autoria da vereadora Eliene Soares (Solidariedade), que foi aprovado na sessão ordinária da Câmara Municipal de Parauapebas realizada terça-feira (25).

De acordo com a proposição, é considerado capacitismo a ideia de que pessoas com deficiência são inferiores àquelas sem deficiência, tratadas como anormais e incapazes em comparação com um referencial definido como perfeito.

A matéria determina ainda que os cartazes deverão ser instalados em locais visíveis e de fácil acesso para alunos, professores, funcionários e visitantes das escolas, com informações sobre o que é capacitismo, formas de manifestação, impactos na saúde mental e emocional, medidas de prevenção e canais de denúncia. Nas unidades de educação infantil, a campanha utilizará linguagem adequada ao nível de entendimento dos pequenos alunos.

Inclusão

Eliene Soares enfatizou na justificativa do projeto que, assim como outras formas de discriminação, o capacitismo é uma realidade presente nas escolas de Parauapebas e prejudica não apenas o desempenho dos alunos com deficiência na sala de aula, mas também o bem-estar emocional e psicológico deles por toda a vida.

“A conscientização e a prevenção são fundamentais para promover um ambiente escolar inclusivo e respeitoso, onde todos os alunos se sintam valorizados e acolhidos. A medida aqui proposta tem o objetivo de proteger estudantes com deficiência e criar um ambiente livre de discriminação”, argumentou.

O Projeto de Lei nº 108/2024 foi aprovado por unanimidade em plenário e enviado para sanção do prefeito Darci Lermen.

Reportagem: Nayara Cristina

Instalação de semáforos no Bairro Jardim Tropical é indicada por Aurélio Goiano

A instalação de semáforos e a realização de estudo técnico para prevenção de acidentes no Bairro Jardim Tropical foi solicitada por Aurélio Goiano (Avante) na sessão ordinária da Câmara Municipal de Parauapebas de terça-feira (25). O pedido foi realizado por meio da Indicação nº 259/2024.

Segundo o vereador, o referido bairro tem experimentado um crescimento significativo tanto em termos populacionais quanto no fluxo de veículos, e com o aumento da movimentação há uma elevação preocupante no número de acidentes de trânsito. “Muitos desses acidentes são ocasionados pela ausência de sinalização adequada que possa organizar e controlar o tráfego de forma eficiente”, afirmou.

Para Goiano, a instalação de semáforos é uma medida essencial para a organização do fluxo de veículos e pedestres, que resulta na redução de colisões e atropelamentos. Além disso, o parlamentar defende a realização de um estudo técnico detalhado para mapear as áreas mais críticas e determinar a melhor estratégia de implementação dos sinaleiros, bem como outras possíveis intervenções que visem à segurança viária.

“Este estudo deve contemplar aspectos como o volume de tráfego, horários de pico, comportamento dos condutores e áreas de maior concentração de pedestres. Pontos específicos, como cruzamentos e áreas próximas a escolas e estabelecimentos comerciais, têm se mostrado particularmente problemáticos, representando um risco constante para os moradores”, relatou.

A Indicação nº 259/2024 foi aprovada e enviada para apreciação do prefeito Darci Lermen e do Secretário Municipal de Segurança Institucional e Defesa do Cidadão, Pablo Oliveira.

Reportagem: Nayara Cristina

Moção de Congratulação: Câmara de Parauapebas parabeniza portal Pebinha de Açúcar pelos 17 anos no ar

Os vereadores Léo Márcio (Solidariedade), Zé do Bode (União) e o presidente da Câmara Municipal de Parauapebas, Rafael Ribeiro (União) são os autores da Moção de Congratulação nº 13/2024, que parabeniza o Portal Pebinha de Açúcar e ao seu diretor Bariloche Silva, pelos 17 anos em que o site está no ar, levando informação e entretenimento à população.

O site

Na proposição, os autores afirmam que “o site é referência na região e é um dos mais acessados do Pará” e conta atualmente com a média de mais de 80 mil acessos únicos diários. O trabalho realizado pelo portal já rendeu indicações para o Prêmio Sistema Fiepa de Jornalismo nos anos de 2013 e 2014.

Em 2013, 2014, 2015, 2016, 2017, 2018, 2022 e 2023, o Pebinha de Açúcar recebeu o Prêmio Mérito Lojista, na categoria de melhor site de Parauapebas, oferecido pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL).

“O portal é um dos principais veículos de acesso e comunicação da nossa cidade, proporcionando informações e entretenimentos com responsabilidade, garantindo à população parauapebense um jornalismo sério e eficiente”, enfatizaram os vereadores.

O fundador

O Portal Pebinha de Açúcar foi fundado por Bariloche Silva, que tem 37 anos de idade, sendo 20 deles atuando na área de comunicação em Parauapebas. É filho do também jornalista Waldyr Silva e já atuou como repórter/redator e editor-chefe nos jornais A Notícia, Correio do Pará, O Regional, Folha do Sudeste e Carajás o Jornal.

Bariloche também foi assessor de Comunicação da CDL, da Associação Comercial de Parauapebas (Acip), do Sindicato dos Produtores Rurais de Parauapebas (Siproduz), do Partido dos Trabalhadores (PT), do então vereador Bruno Soares, além de adjunto da Assessoria de Comunicação (Ascom) da Prefeitura de Parauapebas.

A Moção de Congratulação nº 13/2024 foi aprovada por unanimidade pelos vereadores na última sessão ordinária deste semestre da CMP, realizada terça-feira (25).

Reportagem: Nayara Cristina

UEPA anuncia suspensão de convênio com a Prefeitura de Parauapebas por falta de pagamentos

A equipe de reportagens do Portal Pebinha de Açúcar teve acesso a um documento destinado aos coordenadores da Campus de Parauapebas da Universidade Estadual do Pará (UEPA), assinado no dia 25 de junho de 2024 por Ana da Conceição Oliveira, que faz parte da coordenação do Convênio 009/2019, feito entre a Prefeitura Municipal de Parauapebas e Universidade Estadual do Pará (UEPA).

“A Universidade Estadual do Pará (UEPA), suspenderá as atividades do Convênio nº 009/2019 – PMP/UEPA, a partir do dia 1º de agosto de 2024, por não cumprimento do Ofício de número 119/2023 onde estão descriminadas as despesas básicas como: Diárias, Passagens, Bolsa Disciplinas e Bolsa administrativas. Em tempo, informamos que as disciplinas e docentes que estão com seus pedidos de passagens compradas, ou se for o caso, o docente já esteja no município de Parauapebas, tal disciplina ocorrerá normalmente. Com isso, solicitamos que as coordenações verifiquem e localizem os processos referente aos pedidos de passagens e diárias, e solicitem a devolução, em virtude de suspensão”, disse Ana da Conceição Oliveira através de ofício destinado ao Campus da UEPA em Parauapebas.

Documento em que o Portal Pebinha de Açúcar teve acesso

Em contato com a equipe de reportagens do Portal Pebinha de Açúcar, Antônio Henrique, afirmou que ele e seus colegas universitários estão “passando por uma triste situação diante do convênio com a Prefeitura de Parauapebas que não está cumprindo com os repasses das verbas necessárias para nossas atividades acadêmicas. Além de ser muito difícil todo esse processo acadêmico do mestrado, ainda temos que passar por essas situações. Em nome das turmas de mestrados que estão sendo ameaçadas de ter seus cursos interrompidos, peço ajuda de vocês para divulgar essa triste situação, disse.

A equipe de reportagens do Portal Pebinha de Açúcar deixa espaço aberto, caso a Prefeitura Municipal de Parauapebas (PMP) queira se manifestar sobre o assunto.

 

 

Deixe seu comentário