Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

2º MELHOR DO PARÁ: Marabá empregou bem mais que demitiu em abril

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Ao todo, 1.515 postos de trabalho foram criados em Marabá contra 1.403 demissões. O saldo de abril ficou, portanto, positivo em 112 postos, contrariando as realidades brasileira, que ficou vermelha em 97.828 postos, e paraense, que ganhou mais 2.980 desempregados nos 30 dias do mês passado. Os setores locais que mais empregam são mineração, construção civil e serviços, praticamente o oposto de Parauapebas, seu vizinho e filho.

Uma novidade em relação às admissões em Marabá é que, pela primeira vez, os salários da mineração de lá ultrapassaram os de Parauapebas. Sede do projeto Salobo, de extração de cobre em concentrado, as contratações que entram para a conta de Marabá pagam atualmente salários médios superiores aos do Projeto Ferro Carajás e mina de manganês do Azul, no município vizinho. Em decorrência disso, a remuneração geral (média entre todos os setores) paga em Marabá, de R$ 1.227, está se aproximando da de Parauapebas e de cuja mesma era distante mais de R$ 600 cinco anos atrás.


No ranking geral do Pará, o município de Marabá fechou abril como o segundo de mais oportunidades, atrás apenas de Paragominas, que gerou 213 postos com carteira assinada e liderou a empregabilidade formal no Estado.

Reportagem especial: André Santos – Colaborador do Portal Pebinha de Açúcar
Foto: Arquivo

Publicidade

Veja
Também