Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

“A teta secou na Câmara e agora ele mete o cacete no governo”, diz Gesiel sobre postura de Júnior Garra

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Vereador Gesiel fez várias críticas e acusações ao vereador Júnior Garra

As diversas críticas feitas pelo vereador Júnior Garra (PR), ex-presidente da Câmara Municipal de Canaã contra vários setores do governo municipal de Canaã dos Carajás, foram motivos de pronunciamento do vereador Gesiel Ribeiro (PHS), que diz não concordar com a postura do colega de parlamento.

De acordo com Gesiel, Júnior Garra ataca o Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Canaã dos Carajás (SAAE) desde 2017. “Quando vossa excelência ataca o SAAE, não é apenas o SAAE que ataca; mas, também à pessoa do diretor e ao governo da qual você faz parte há seis anos”, afirma Gesiel, se dizendo admirado pelo fato de alguém fazer parte de um governo tanto tempo e só agora ver as irregularidades e resolver denunciar.


Ainda de acordo o vereador Gesiel Ribeiro, ele não vê preocupação por parte do vereador denunciante com a população de Canaã dos Carajás, nem com o que está acontecendo com o dinheiro público; e denuncia que a atual postura do vereador Júnior Garra é apenas interesse próprio.

Vereador Júnior Garra vem fazendo duras críticas ao Governo Municipal

 

Gesiel vai mais longe, e diz que Júnior Garra deve estar insatisfeito com a Secretaria de Meio Ambiente, pasta que diz que o denunciante está “por trás”; deixando a entender que a pasta já “deu o que tinha que dar”. “A teta secou aqui na Câmara, agora ele quer meter o cacete no governo para pegar uma pasta boa. Ele está metendo o cacete na saúde pública municipal, por ter interesse em pegar para si aquela secretaria; ele está metendo o cacete no SAAE, por ter interesse de pegar para si aquela autarquia. Conheço esse teatrozinho em que o vereador bate e o governo chama para conversar”, avalia Gesiel, detalhando que se Júnior Garra estivesse preocupado com a população, estaria nas ruas para ouvir as pessoas, receber as demandas e procurar quem possa atendê-las.

De acordo com o vereador Gesiel, o parlamentar deve fazer seu papel de forma correta, indo ao Ministério Público e oferecendo denúncia, sem interesse pessoal.

De acordo com a análise de Gesiel, Júnior Garra criticou a saúde pública municipal, depois se aquietou e agora está batendo no SAAE. Em seu entendimento, o vereador denunciante está praticando o “auto flagelo”, batendo em si próprio, já que ele é base de apoio ao governo. Por isso, sugere que Júnior Garra vire logo oposição; ato que Gesiel diz achar estranho depois de “comer” seis anos “no prato do governo”.

Publicidade

Veja
Também