Abertas inscrições para curso gratuito sobre delivery em Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Os pequenos empreendedores de Parauapebas que trabalham com qualquer tipo de produto adequado para serviço de delivery terão oportunidade de aprender tudo sobre um mercado que “explodiu” em vendas durante a pandemia da Covid-19.

Numa parceria entre a prefeitura, por meio da Secretaria de Desenvolvimento (Seden), e o Sebrae será oferecido o curso “Parauapebas no Delivery” para quem aposta em um mercado com tendência de crescimento a cada ano.


As aulas serão realizadas de 12 a 14 deste mês, das 19 às 21 horas, de forma totalmente on-line e gratuita. As vagas são limitadas e os interessados podem se inscrever pelo link: https://www.sympla.com.br/sebrae-para-2021-oficina-parauapebas-no-delivery__1206503. Ou pelo QR Code que aparece na imagem do texto.

VEJA A PROGRAMAÇÃO:

Seu negócio no Delivery

  • Por que o Delivery? Os ramos em destaque
  • Espaço para o Delivery
  • Embalagem para o Delivery
  • Aplicativos utilizados no Delivery e taxas aplicadas
  • Margem de lucro e a operação saudável
  • Capacidade de atendimento

Marketing digital e as entregas

  • A flexibilidade das vendas on-line para superar a pandemia;
  • Trabalhando com imagens para atrair atenção e gerar desejo no Instagram;
  • Como contratar e trabalhar com um influencer;
  • Usando o recurso da lojinha do Insta;
  • Potencializando marcações;
  • Quando e como terceirizar a propaganda;
  • Importância dos anúncios patrocinados.

 

Delivery cresce e muda hábitos

Se a pandemia da Covid-19 destruiu empresas e empregos ao redor do planeta, o mercado do delivery entrou na contramão dos prejuízos. Os dados estão constatados em pesquisa realizada pelo Sebrae em parceria com a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel).

Segundo os dados, com a pandemia os negócios presentes em aplicativos de delivery saltaram de 25% para 72%. E pulou de 54% para 66% o número de empresários brasileiros que usavam o delivery, com um detalhe ainda mais animador: os gastos dos usuários cresceram mais de 94%.

Em 2020, o Brasil foi responsável por quase metade do mercado de delivery na América Latina, detendo 48,77% de empresas que trabalham com entregas em casa. A informação é do site Statista, especialista em dados de mercado e consumidores, que também aponta: de março a abril de 2020, o número de usuários de delivery deu um salto de 155%, quando a previsão era de 30%.

A estimativa é de que, ao longo deste ano, o delivery movimente cerca de US$ 6,3 trilhões em todo o mundo.

veja também