Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Academia Parauapebense de Letras empossa nova diretoria para o biênio 2017/2018

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Em solenidade realizada na noite da última terça-feira (13), no plenarinho da Câmara de Vereadores de Parauapebas (PA), tomou posse a nova diretoria da Academia Parauapebense de Letras (APL) para o biênio 2017/2018. Também foram empossados dois novos membros da entidade, os escritores Amós Gomes e Miguel Reis.

A cerimônia foi conduzida pela presidente interina da APL, Terezinha Guimarães, devido à ausência do então presidente, Paulo Poeta, por motivo de força maior.


A nova diretoria é formada pelos seguintes escritores e poetas:

Presidente: jornalista Lima Rodrigues, ocupante da cadeira nº 4, que tem como patrono Patativa do Assaré.

Vice-presidente: escritora Terezinha Guimarães, ocupante da cadeira nº 2 e patrono Paulo Freire.

Secretário: jornalista WaldyrSilva, ocupante da cadeira nº3, que tem como patrono Manuel Bandeira.

Tesoureiro: professor Luiz Vieira, ocupante da cadeira nº 10, tendo como patrono Jorge Amado.

Bibliotecária: escritora Rosa Ibiapina, ocupante da cadeira nº 7, que tem como patrono Fontes Ibiapina.

A APL conta ainda com os seguintes membros: advogado e escritor Rubens Moraes Júnior, ocupante da cadeira nº 5 e que tem como patrono Benedito Nunes. E a professora Carmem Garuzzi, que ocupa a cadeira nº 8 e tem como patronesse a escritora cearense Raquel de Queiroz.

O pastor e escritor Denilson Elias Lima, que ocupava a cadeira nº 6 e tinha como patrono Nilson Fanini, pediu afastamento da APL por motivo de mudança de cidade. E o também pastor e escritor Marcony Castro, que chegou a ocupar a cadeira nº 9, e tinha como patrono Rubem Alves, renunciou e deixou a APL definitivamente, alegando problemas particulares.

Ainda na terça-feira (13), tomaram posse na Academia os escritores Amós Gomes e Miguel Reis. O maranhense Amós Gomes, que passa a ocupar a cadeira nº 11 na APL, tem como patrono o poeta maranhense Ferreira Gullar, que morreu recentemente. Amós lançou este ano a obra “Qual é o seu legado?”.

Já o piauiense Miguel Reis, que ocupa a cadeira nº 12 da Academia e tem como patrono o escritor mineiro Guimarães Rosa,lançou também em 2017 o livro “A História de Parauapebas – Força e Trabalho em Carajás”.

Ao tomarem posse, os dois novos membros da APL fizeram o juramento oficial e cada um declarou:

“Prometo exercer a arte de escrever e falar, com dignidade e independência no julgo do meu livre pensamento: observar os mais ricos princípios éticos e os da educação de forma que eu possa contribuir no processo de desenvolvimento e aperfeiçoamento intelectual e normal do ser humano”.

O novo presidente da Academia Parauapebense de Letras, Lima Rodrigues, nasceu em Marabá (PA), tem 57 anos e formou-se em 1984 em Comunicação Social (Jornalismo) pelo Centro de Ensino Unificado de Brasília (Ceub – hoje UniCeub). Ele já foi redator e repórter da Rádio Nacional de Brasília e mora em Parauapebas há quase seis anos, onde produz e apresenta todo domingo o programa Conexão Rural na RBATV, Band, canal 30, há cinco anos.

Após ser empossado pela presidente interina Terezinha Guimarães, Lima Rodrigues fez seu discurso, usando versos rimados:

“Nasci em Marabá, no Pará//Fui criado em Imperatriz, no Maranhão // Morei em Uberaba, em Minas// Onde vivi muita emoção//Em Brasília, acompanhei os principais fatos do país//E em Parauapebas farei seis anos de muita dedicação.// Foi em Brasília, onde morei por mais de 30 anos, //Que ainda jovem me encantei pela poesia//Sempre gostei do cordel e da rima//E gostava muito do que eu fazia//Já retratei a desigualdade social//Inspirada em Patativa do Assaré//E sei bem qual o Brasil melhor que ele queria.//Já escrevi inúmeras biografias em cordel//E também diversos poemas//A inspiração não tem hora para chegar//E quando chega é só juntar os fonemas//A leitura ajuda bastante qualquer pessoa//E a poesia surge até mesmo após telefonemas.

Chegamos aqui inspirados em Machado de Assis//Um dos nossos maiores escritores e também jornalista//Fundador da Academia Brasileira de Letras (ABL)// Poeta, crítico, dramaturgo, cronista e ensaísta//Foi em20 de julho de 1897, no Rio, para a alegria de todos//Com apoio de outros intelectuais, como Joaquim Nabuco, o abolicionista.// A nossa ideia ao criarmos a Academia Parauapebense de Letras//Foi estimular a leitura e valorizar os nossos poetas e escritores//Sabemos que temos muita gente boa na nossa cidade//Que escrevem verdadeiros primores.//Hoje, recebemos mais dois novos confrades//Podemos até agradecer a Deus e cantar louvores. // Parabéns ao amigo Paulo Poeta//Que foi o nosso primeiro presidente //Realizou um excelente trabalho//Mas aqui não pôde estar presente//Teve que viajar para Tucuruí//Porque seu pai está doente.

Sejam bem vindos Miguel Reis e Amós Gomes//E nos ajudem a crescer com a nossa Academia//Vamos realizar muitos eventos, envolvendo estudantes//E fortalecer a APL sempre com muita primazia//Futuramente outros confrades chegarão//Para enriquecer nossa entidade com muita alegria.//Desejo sucesso a todos os integrantes da APL//Em especial aos membros da nova diretoria//Eleita para o biênio 2017/2018//Demonstrando garra e muita sintonia//Pessoas interessadas em estimular a leitura//Desde a infância, quando a criança vive sua fantasia.//Temos muitas propostas de trabalho para estes dois anos//Que não vem ao caso aqui detalhá-las para não atrasar a cerimônia//Pretendemos interagir com a sociedade e muitos eventos promover//E quem sabe nos tornarmos uma das melhores academias da Amazônia//Tão importante para valorizar a leitura entre crianças e jovens//Como é importante o elemento usado pela indústria denominado amônia.

Agradeço a Deus por estar assumindo este cargo// Agradeço minha esposa Ana Cláudia, uma grande companheira//Agradeçoà minha família, amigos da imprensa e autoridades//E à minha mãe, dona Iraídes, lá em Imperatriz, uma grande guerreira//Parabéns confrades e confreiras e aos novos integrantes Miguel e Amós//Conto com vocês, porque nossa luta é muita verdadeira.

Obrigado pela presença de vocês//Nesta simples solenidade//Desejo um Feliz Natal a todos//E um ano novo cheio de prosperidade//Deixando claro que a nossa Academia//Promoverá eventos no campo e na cidade.

Uma boa semana a todos com saúde paz//Que em 2017 realizemos nossos sonhos com emoção//Que os políticos cumpram suas promessas//Em favor do povo, dos trabalhadores e da nação//Um abraço a todos e tudo de bom//Muito obrigado. De coração”.

Publicidade

Veja
Também