Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Acerto de contas pode ter motivado assassinato na Palmares II

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A ficha não parece ser das melhores e as recomendações nada boas. Essa era a situação de Izaque Lima de Paiva, morto a tiros na Vila Palmares II, em Parauapebas, por volta das 13h30 da última quarta-feira (11).

De acordo com o relatado por testemunhas que não quiseram gravar entrevistas, um homem chegou de motocicleta e entrou no bar sem retirar o capacete; conversou rapidamente com a vítima, Izaque Lima de Paiva, e em seguida sacou de uma arma disparando contra ela certeiramente, sendo dois na cabeça e um no peito esquerdo, trabalho mais que suficiente para que a morte fosse provocada instantaneamente.


A Polícia Militar que faz ronda específica naquela área também não faz boas recomendações, em vida, ao morto, dizendo já ser conhecido das guarnições sempre pelos mesmos artigos do Código Penal Brasileiro (157 e 155), além de ter levado “várias carreiras da polícia” em algumas dessas com resultado de recuperação de mortos furtadas.

Foto do jovem ainda em vida

 

Um morador, que também não quis se identificar, contou à equipe de reportagens que Izaque não deixava em paz os moradores de vilas da zona rural de Parauapebas, sendo uma ameaça constante por ter feito inúmeros arrombamentos a residências.

Todos esses feitos são, de acordo com a Polícia Militar, mais que suficientes para apontar o assassinato como acerto de contas.

Após o ato criminoso consumado, a atendente do bar disse não conhecer nem o assassino nem a vítima. A polícia esteve no local para a liberação do corpo de Izaque que foi removido pelo IML – Instituto Médico Legal, sem acontecer o comparecimento de algum familiar. A única informação a respeito da origem do morto foi adquirida nos documentos pessoais, sendo que sua naturalidade é de Curionópolis e completaria 22 anos de idade no mês de maio deste ano.

Publicidade

Veja
Também