Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Aconchego do Idoso muda de endereço para melhor atender os usuários

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A expectativa de vida do brasileiro aumenta a cada ano. De acordo com o IBGE, atualmente chega há 75,8 anos. O indivíduo é considerado idoso quando chega aos 60 anos e em geral, é a partir deste momento que inicia uma jornada na busca envelhecer com qualidade.

Esta preocupação é constante, é um grande desafio para a gestão municipal que deve pensar em desenvolver políticas públicas que de fato atendam este público. Um dos passos importantes dado pelo município de Parauapebas foi a reinauguração do Aconchego do Idoso. Uma solenidade realizada na tarde da última terça-feira (12) marcou este momento.


De acordo com Nélio Mol, que faz parte do Conselho do Idoso, foi um passo muito importante na busca por dignidade na terceira idade.
“Consideramos que foi uma grande vitória, mas os desafios ainda existem. Temos em média três mil idosos de baixa renda. A maioria deles recebe o benefício de prestação continuada (BPC) e é com esse pouco recurso que sustentam a sua família. A população de Parauapebas está envelhecendo e precisamos sim pensar em meios de dar o suporte necessário a eles”, explica Nélio.

O aconchego do idoso foi fundado em 2005 e atende idosos que já não possuem mais vínculos afetivos com familiares, social e econômico. São pessoas da terceira idade que não têm como se sustentar e o pior, não tem ninguém que possa cuidar deles, nem mesmo parentes.
“Hoje atendemos 12 idosos, mas temos capacidade para 20. Temos uma equipe de profissionais de quase 50 pessoas entre, médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, cuidadores, nutricionista, assistente social, psiquiatra, além de todo corpo administrativo. Nosso grande desafio é fazer com que esta instituição seja um verdadeiro lar para os idosos”, destaca Daniel Farias, Coordenador do Aconchego do Idoso.

Em seu pronunciamento durante a solenidade, Jorge Guerreiro, secretário municipal de Assistência Social, disse que não sabe como será a sua velhice. Ressaltou que talvez, tenha pessoas para cuidar dele, assim como pode não ter. Portanto, é necessário pensar no outro e oferecer o melhor.
“E este é o papel da assistência social. É garantir os direitos à população, cuidar do próximo e todos aqui tem esse compromisso. Antes de termos uma equipe técnica, temos pessoas que tem amor pelo seu trabalho e isso faz uma grande diferença”, conclui o secretário.

O novo endereço do Aconchego do Idoso é Rua A, nº 819 – Bairro Maranhão.

Reportagem: Anne Costa / Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Publicidade

Veja
Também