Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Acusado de pedofilia, homem de 52 anos de idade é preso em Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Encontra-se preso à disposição da Justiça de Parauapebas um homem identificado como Francisco Pereira Nunes, de 52 anos de idade, o mesmo foi detido pela Polícia Militar na rua Rogério Cardoso, bairro Liberdade, acusado de pedofilia.

De acordo com informações repassadas pelo Sargento PM R. Matos, à reportagem do Pebinha de Açúcar, era por volta das 12h30 do último sábado (13), quando sua guarnição recebeu uma informação de um caso de pedofilia que estaria acontecendo naquele logradouro. Ao chegar ao local, a autoridade policial tomou conhecimento que o caso era ainda mais sério, pois haviam quatro pequenas vítimas do acusado.


Ainda de acordo com o PM, para se aproximar das vítimas o acusado Francisco Pereira oferecia dinheiro e doces e também dizia que iria levar as crianças para a roça.
Os primeiros levantamentos realizados pelo policial dão conta que desde o mês passado o acusado vinha aliciando as crianças.

Logo após a prisão e a notícia se espalhar, mais três vítimas apareceram e contaram detalhes do que o acuado estaria fazendo com elas. “Quando chegamos na residência dele, pedimos que a sua esposa mandasse lhe chamar, então trouxemos ele para delegacia. Também conversamos com uma das vítimas e ela confirmou a denúncia”, contou o policial.

Acompanhadas de suas respectivas mães, quatro crianças, duas de 8 anos, uma de 9 e outra de 10 anos de idade, estiveram na 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil em Parauapebas.

De acordo o delegado plantonista Nelson Alves Júnior, Francisco Pereira foi preso e apresentado pela Polícia Militar, ao ter sido denunciado por uma das mães de uma das vítimas. Entretanto o caso aconteceu no mês de julho.
As vítimas e o acusado foram ouvidos e o caso foi levado ao conhecimento da Justiça, que decidirá pela manutenção ou não da prisão de Francisco. Ainda de acordo com o delegado, no depoimento, as crianças contam detalhes da atitude do acusado contra elas.

“Conforme o que as crianças relataram, as mães delas não sabiam que isso vinha acontecendo, e de acordo com o relato delas mesmas, Francisco Pereira, vinha às intimidando, caso falassem dos casos para alguém. Ele levava suas vítimas para sua casa, que é vizinha à casa das vítimas. Uma delas contou que ele teria passado a mão nas partes intimas dela. Em virtude desse fato grave, nós tomamos o depoimento das 4 crianças e de suas mães e em seguida encaminhemos elas para exame sexológico no IML em Parauapebas”, frisou Nelson Alves, acrescentando que baseado na veracidade dos fatos, realizou no domingo, 14, o pedido de representação de prisão preventiva contra o acusado. “Encaminhando essas peças que foram colhidas com as vítimas e seus familiares, para o plantão no fórum. Tivemos que priorizar devido a gravidade, pois é uma acusação grave e o acusado permanecerá preso à disposição da Justiça”, ressaltou o Delegado.

Em depoimento para a autoridade policial, Francisco Pereira negou as acusações e disse que tocou nas partes de baixo de uma das crianças sem querer e que foi por cima da roupa.

Reportagem: Caetano Silva

Publicidade

Veja
Também