Acusados de executar homem dentro de ambulância são presos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Jacienni Bispo Santos, 44 anos, e Maykon Sousa de Melo, 33 anos, foram presos nesta quarta-feira, 28, após a Delegacia de Homicídios de Marabá deflagrar a Operação Abaeté. Os dois foram indiciados como autores do crime que aconteceu no dia 3 de janeiro de 2019, em Eldorado do Carajás. Na ocasião, eles ordenaram a parada de uma ambulância que seguia pela BR-155 e transferia Wellinton Sousa, o Bill, para Marabá. Eles arrastaram a vítima para fora do veículo, pelos pés, e o executaram ali mesmo, na frente dos profissionais de saúde.

Na época, o crime teve grande repercussão pela extrema violência e barbaridade como ocorreu.


Welliton havia sido ferido no bairro “Favelinha”, no Km 100, em Eldorado do Carajás. De acordo com os policiais militares. uma confusão entre desafetos resultou na briga e no baleamento.

Pela gravidade do ferimento, Wellinton estava sendo transferido para um hospital de Marabá, quando a ambulância foi parada pelos criminosos e a execução aconteceu.

A operação teve o objetivo de dar cumprimento ao mandado de prisão preventiva dos dois acusados e de realizar buscas e apreensões nas cidades de Ourilândia do Norte, Parauapebas e Eldorado dos Carajás.

Mais de 20 policiais civis de Parauapebas e Marabá participaram da ação, que contou com o apoio do Núcleo de Apoio à Investigação de Marabá. Além das prisões, foram apreendidos documentos necessários para aferição da culpabilidade dos indiciados, assim como dados eletrônicos.

A juíza de direito da Comarca de Eldorado do Carajás, Juliana Lima Souto Aguiar, é a responsável pelo pedido de prisão.

Jacianni e Maykon estão à disposição da Justiça por 10 dias para a conclusão do inquérito policial.

A operação foi batizada de “Abaeté” em alusão à origem da cidade de Eldorado. A Gleba Abaeté significa o cenário dos crimes perpetrados pelos indiciados.

veja também