Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Acusados de fraude, empresários do ‘Tucumã da Sorte’ são presos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A Polícia Civil de Tucumã, no sudeste paraense, deflagrou nesta segunda-feira (1º)  a Operação “Azar Certo” no intuito de combater os crimes de estelionato e exploração de jogos de azar no município. A operação resultou na prisão de Antônio Igor Dias Gaspar e Alberto de Oliveira Sampaio, ambos acusados de fraudar jogos de azar.

Após denúncias de que o estabelecimento denominado Tucumã da Sorte realizava sorteios fraudulentos, mantendo em prejuízo todos os participantes, a equipe da Polícia Civil iniciou as Investigações e, na noite de ontem, Antônio e Alberto no momento em que fraudavam, mais uma vez, o sorteio.


A empresa Tucumã da Sorte vendia em média 3 três mil cartelas de bingo por sorteio, que era realizado quinzenalmente. O bingo deveria pagar cinco prêmios, mas apenas dos quatro primeiros eram pagos, com o valor em torno de mil reais cada.

 

O último prêmio era pago de maneira fraudulenta, a um ganhador fictício, e girava em torno de nove mil a quinze mil reais. E empresa controlava os números sorteados de modo que o prêmio nunca seria pago a nenhum dos jogadores, pois ao final quem ficava com a premiação principal era a própria empresa, que contratava “laranjas” para receber o valor.

Ambos os estelionatários foram conduzidos até Delegacia de Polícia onde foram autuados em flagrante pelo crime de estelionato e pela contravenção penal de exploração de jogos de azar.

Publicidade

Veja
Também