Agência de Defesa Agropecuária realiza vacinação assistida no sudeste paraense

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Um rebanho de 90 cabeças acaba de ser contemplado com a vacinação assistida contra Brucelose e Febre Aftosa realizada pelos fiscais da Agência de Defesa Agropecuária do Pará (Adepará), em Itupiranga, sudeste paraense. Apenas durante o mês de novembro, no município, foram assistidas as vacinações de 2.233 cabeças distribuídas em 11 propriedades, sendo sete de risco e quatro de escolha aleatória.

As vacinações assistidas fazem parte do Programa de Erradicação da Febre Aftosa. Elas são realizadas durante as campanhas de vacinação contra a doença e são uma forma de monitorar se as vacinações estão sendo realizadas de forma adequada. Quem explica é a médica veterinária e fiscal agropecuária, Letícia Ebert.


“Normalmente fazemos esses acompanhamentos de vacinação em propriedades consideradas de risco para Febre Aftosa. Porém, a vacinação assistida também pode ser feita a partir de escolha aleatória entre as propriedades cadastradas no município, como foi o caso da Fazenda Raposa, apenas para fazer o acompanhamento”, detalha.

Segundo a fiscal agropecuária, Letícia Ebert, a meta da Unidade Local de Sanidade Agropecuária (Ulsa) de Itupiranga é acompanhar a vacinação em 15 propriedades, incluindo cinco localizadas na Vila Cruzeiro do Sul, conhecida como Quatro Bocas, distante cerca de 210km da sede do município. Além de Letícia, participam do trabalho os agentes fiscais José de Arimatéia Virgínio Silva e Rogério do Nascimento de Lucena.

Campanha

A Campanha de Vacinação Contra a Febre Aftosa no Pará iniciou no dia 1º de novembro e segue até o dia 30 deste mês. Até o final da campanha, devem ser imunizados cerca de 9,5 milhões de bovinos e bubalinos, em 127 municípios do Estado. A etapa abrange todo o território paraense, com exceção do Arquipélago do Marajó e dos municípios de Faro e Terra Santa, na região oeste.

Nesta fase, serão vacinados animais com idade entre zero e dois anos, em aproximadamente 103 mil propriedades. O produtor é o responsável pela vacinação, e terá até o dia 15 de dezembro para fazer a comunicação da vacina nos escritórios da Adepará.

As vacinas devem ser adquiridas em estabelecimentos cadastrados pela Agência e o produtor deve exigir a nota fiscal, para apresentá-la a Adepará, comprovando que vacinou e atualizando seu cadastro.

Publicidade

veja também