Ala Psicossocial completa um ano no HGP e é referência na região

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Parauapebas completou na ultima terça-feira, 08, um ano da inauguração da Ala Psicossocial localizada nas dependências do Hospital Geral de Parauapebas (HGP), sendo um grande avanço para o município, pois funciona como uma retaguarda do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS).

Considerando a necessidade de uma assistência humanizada na unidade hospitalar e como estratégias facilitadoras foram habilitados 08 leitos sendo: 03 masculinos, 03 femininos e 02 leitos de isolamento voltados à criança e ao adolescente, obedecendo à portaria do Ministério da Saúde. O espaço é de grande importância para o município, pois funciona como uma retaguarda do Centro de Atenção Psicossocial (Caps).


O músico Alex Dhouglas, 23 anos, esteve internado na Ala Psicossocial no segundo semestre de 2020, e hoje, fala da sua passagem por lá. “Eu sou muito grato por toda a equipe que esteve comigo em um momento difícil da minha vida. Enquanto estive internado, fui muito bem acolhido por todos e só tenho gratidão por este lugar que me ensinou a ter uma nova perspectiva perante a vida”, ressaltou o músico.

De acordo com a coordenadora da Ala Psicossocial, enfermeira Silvia Cristina, o serviço contempla pacientes com sofrimento mental e com necessidades de saúde como, por exemplo, em momento de crise e/ou surto, relacionado a transtorno mental ou uso prejudicial de drogas.

“São acolhidos por uma equipe multiprofissional que oferece atenção diferenciada, estruturada e qualificada, esses pacientes são atendidos por técnicos de enfermagem, enfermeiros, assistente social, psicólogo, médico clínico geral e médico psiquiatra”, ressalta a coordenadora.

O secretário de Saúde, Gilberto Laranjeiras, ressalta a importância da Ala para o município. “A Ala de Atenção Psicossocial acolhe pacientes que deram entrada pelo pronto-socorro, encaminhados pelo Caps, Samu ou Bombeiros e avaliado pelo plantão da equipe psicossocial. Nestes doze meses de atuação, a Ala recebeu um total de 222 internações entre homens e mulheres além de um espaço separado para crianças e adolescentes, isso mostra o carinho e o cuidado do nosso Prefeito Darci Lermen, com a saúde mental da nossa população”.

veja também