ALERTA: Parauapebas terá inverno rigoroso, relata Defesa Civil

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Em uma entrevista coletiva realizada nessa segunda-feira, 23, a Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (Comdec) informou que a previsão de chuva em Parauapebas para novembro, dezembro e janeiro será acima da média, ou seja, um volume de água de novecentos a mil milímetros.

“As pessoas que vivem em áreas de risco precisam tomar algumas precauções: acompanhar as previsões do tempo e os alertas emitidos pela Defesa Civil municipal e do Estado; reservar seus documentos com fácil acesso e coberto por plástico, para que não haja perda futura; e se caso forem atingidas, entrar em contato com a Defesa Civil nos números 3356-2597 ou 199”, destaca Erick Nascimento, coordenador adjunto da Comdec.


Durante o evento, a secretária adjunta de Segurança Institucional e Defesa do Cidadão, Eliane Andrade, explanou sobre a estrutura em que está organizada a Comdec para atuar de forma efetiva nas ocorrências, como o aumento do quantitativo de profissionais e veículos para atendimentos, que faz com que a Defesa Civil seja uma referência no Estado.

Segundo a gestora, o principal ponto trabalhado pela Comdec nos últimos quatro anos foi atuar na prevenção para que as famílias não precisem ser remanejadas para abrigo nas situações de eventos adversos.

Além disso, houve a aprovação da Lei Municipal 4.859 de 06 de abril de 2020. “Essa lei concede um aluguel para que as famílias possam habitar durante três meses, que é o período que cessam as chuvas, até que elas possam retornar para suas moradias. Com essas duas iniciativas a gente diminui o índice de pessoas que precisam ser direcionadas para um abrigo ou alojamento”, explica Eliane.

Atualmente, 91 áreas de risco são mapeadas pela Comdec e pela Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM) e cerca de 889 famílias já foram cadastradas neste ano pelo setor social da Defesa Civil.

Novos projetos 

A Defesa Civil planeja expandir a sua área de atuação para 2021 com o Plano de Contingência Municipal para Desastres Hidrológicos, Geológicos e Segurança de Barragem e com a implantação de Núcleos de Defesa Civil nas Comunidades (Nudec) e Defesa Civil nas Escolas.

Publicidade

veja também