Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Alunos da Escola Irmã Dulce paralisam Sessão na Câmara e reivindicam melhorias na educação

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

 

A falta de estrutura e material didático foi a reivindicação dos estudantes, que por meio de quatro representantes expuseram suas críticas à educação pública. Ricardo Feitosa, aluno da escola Irmã Dulce, usou a tribuna para dizer que o estado está ausente e o único meio de fazer o ensino médio funcionar é com a pressão dos estudantes e comunidade em geral. “A educação do estado faliu, há quatro anos nossa escola foi inaugurada sem o aval do Corpo de Bombeiros e até hoje não tem alvará, isso sem contar a falta de professores”, disse Ricardo.


A estudante Aline Araújo pediu que os direitos garantidos na constituição fossem executados. “Que o município faça a parte que lhes cabe, estamos reivindicando por que a educação está um caos. Nós queremos ir para a faculdade, precisamos subir na vida. Além de escutarem, coloquem em prática nossas petições”, pediu Aline.

Alberto Feijão, também aluno da escola Irmã Dulce, lembrou que a escola é cedida ao município, portanto os nossos governantes tem que garantir a educação. “Tem local onde o telhado está caindo. Que o Executivo nos receba, porque já marcaram várias vezes, mas nunca conversaram conosco e nós não podemos continuar nessa situação”.

Ao finalizar os pedidos dos estudantes Carla Gabriela contou que o calor durante a aula é insuportável. “Eu já passei mal diversas vezes. São rachaduras por toda escola, problemas com a água. E a minha pergunta é: Assim que vocês tratam o futuro da cidade? Nós temos que estudar para dar um rumo digno para o nosso país. Nós não viemos aqui à toa, queremos saber o que vocês vão fazer para melhorar a educação. A escola é do Estado, mas precisamos do apoio de vocês que estão próximos da gente”, concluiu.

Após ouvirem os estudantes os vereadores reiteraram o compromisso com a educação e se comprometeram em verificar as necessidades de cada escola.

Publicidade

Veja
Também