Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Alunos de 27 escolas mostram o que aprenderam no semestre

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Quem for à prefeitura até esta quinta-feira, 22, vai se deparar com uma exposição de 27 escolas municipais sobre o que os alunos aprenderam neste semestre. “Você já sorriu hoje?”, pergunta o cartaz, atiçando o bom humor dos visitantes em tempos de crise, entre tantos outros trabalhos, como o das cartas envelhecidas para lembrar um tempo em que as pessoas usavam papel e caneta para se comunicar.

A exposição, que se encontra no hall da prefeitura, faz parte da Mostra Interdisciplinar do Conhecimento, realizado pela Secretaria Municipal de Educação (Semed), por meio do Departamento de Ensino dos 3º e 4º ciclos, que começou na manhã da terça-feira, 20, no auditório da Semed.


Além da exposição de trabalhos e de experimentos, houve apresentações musicais e performances, todas com base em um tema: “Meio Ambiente”, que envolveu alunos do 6º ao 9º ano. A maioria das escolas expõe de forma lúdica e criativa o resultado de trabalhos desenvolvidos com os educandos durante o 1º semestre.

Durante a cerimônia de abertura da Mostra, várias mensagens importantes foram evidenciadas: a escola Mário Lago desfilou e falou sobre reciclagem; a Josias Leão, com a peça “Família busca Ler”, discorreu sobre a importância da leitura; danças, sarais e declamação de poemas de autoria própria mostraram a relevância da arte e da cultura, momento em que muitos talentos foram revelados.

Com o “Rap da Água”, a escola Olga da Silva também desenvolveu a temática proposta de forma criativa e deixou para todos a mensagem sobre a importância de se preservar esse bem precioso, que tanto tem sido desperdiçado.

“Viemos aqui dividir com outros colegas um pouco daquilo que aprendemos. O semestre foi de muito conhecimento, mas uma das lições mais importante foi a de preservar”, ressaltou o estudante do 6º ano Maxymus Felipe de Oliveira. O jovem disse que a palavra da vez é “conscientizar” e esse trabalho já está sendo feito até com sua vizinhança: “Quando vejo alguém desperdiçando água, vou lá e falo da importância de usar somente o necessário”.

 

TROCA DE EXPERIÊNCIAS

Para o coordenador pedagógico da escola Olga da Silva, Adolfo Freitas Fonseca, o evento oportunizou aos envolvidos troca de conhecimento e experiência, além de comprovar que as unidades educacionais têm realizado um trabalho voltado para o desenvolvimento integral dos estudantes. “Socializamos conhecimento, informações. Essa troca de experiências nos permite crescer bastante e traz para os alunos a aquisição de novos saberes”, avaliou Adolfo.

Segundo Valdelice Cardoso dos Santos, coordenadora de 3º e 4º ciclos, a Mostra alcançou seu objetivo. “Todos os trabalhos apresentados e expostos aqui são frutos do conhecimento dos alunos. Eles representam uma parte do que de fato esses jovens estão aprendendo nas escolas”, disse a coordenadora.

O secretário-adjunto de Educação, Antonino Brito, e a diretora pedagógica da Semed, Veronice Coelho, também participaram da abertura da Mostra. Eles aproveitaram a oportunidade para parabenizar todos os envolvidos na ação pelo “brilhante trabalho” desenvolvido e ressaltar a importância da realização da exposição.

Reportagem: Messania Cardoso / Semed

Publicidade

Veja
Também