Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Alunos produzem ciência para preservar meio ambiente

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Alunos da rede municipal de ensino deram um show de compromisso e preocupação com o meio ambiente durante a realização da 4ª Mostra de Experimentos Científicos, que este ano trouxe o tema “Impactos Ambientais e as Mudanças Climáticas na Amazônia”. Realizado pela Prefeitura de Parauapebas, por meio da Divisão de 3º e 4º Ciclos da Secretaria Municipal de Educação (Semed), o evento ocorreu na manhã da última sexta-feira (27), na Escola Chico Mendes, e envolveu mais de 250 pessoas,entre alunos, professores e técnicos da Semed.

Ao todo, 32 experimentos foram desenvolvidos e apresentados ao público por estudantes do 6º ao 9º ano. São produções originais, fruto de trabalho realizado nas unidades escolares neste ano letivo. Cada escola apresentou vários experimentos, fez uma seleção interna e encaminhou o melhor projeto à feira.


Segundo Valdelice Cardoso dos Santos, coordenadora de 3º e 4º ciclos, os principais objetivos do projeto foram alcançados com êxito. “A Mostra tem ampliado os saberes dos nossos estudantes, incentivando à pesquisa científica, e despertando neles consciência crítica em relação à preservação do meio ambiente. E o mais importante: estamos ultrapassando os muros das escolas, ao levar novos hábitos à família desses alunos e à sociedade”, comemora.

A secretária de Educação, Leila Lobato, fez a abertura oficial da 4ª Mostra. Ela falou sobre sua satisfação em prestigiar a feira e parabenizou os envolvidos. “É maravilhoso contemplar o resultado de um trabalho excepcional realizado em nossas escolas. É muito bom ver nossos alunos produzindo novos conhecimentos. Agradeço a todos pelo compromisso com a nossa educação, em especial aos professores, por terem conduzido tão bem nossos alunos na execução dos trabalhos”, destacou.

Exemplos de ambientes sustentáveis foram os experimentos mais apresentados nesta edição da Mostra, seguido por alternativas para a produção de energia limpa e para o reaproveitamento da água.

Destaques

 Os três experimentos que conquistaram a primeira colocação foram: Reutilização da água dos aparelhos de ar-condicionado para consumo (Carlos Henrique); Apresentação do Biodigestor para demonstração de produção de biogás e biofertilizantes (Novo Horizonte); e Carregador de celular sustentável (Eunice Moreira).

Um dos alunos que defenderam o experimento de sua escola, e conquistou o primeiro lugar, foi Wendel Costa Carvalho, 7º ano, da Escola Novo Horizonte. O jovem estudante afirma que o principal objetivo da utilização de biodigestores e biofertilizantes é para a produção de alimentos saudáveis (orgânicos) e a diminuição dos impactos ao meio ambiente. “Nossa ideia é implantar o biodigestor na escola. Queremos nossa merenda feira com o gás gerado pelo equipamento e utilizar o biofertilizante na horta escolar”, ressalta, empolgado, com a possibilidade de colocar em prática seu experimento.

Escolas do campo

Pela primeira vez, as escolas da zona rural do município participaram da Mostra. Seis das nove unidades educacionais expuseram experimentos e três delas se destacaram conquistando os 2º e 3º lugares: Jorge Amado, Antônio Vilhena e Monteiro Lobato.

 

Escolas Premiadas

 

1º Lugar

E.M.E.F. Carlos Henrique – Reutilização da água dos aparelhos de ar-condicionado para consumo

E.M.E.F. Novo Horizonte – Biodigestor para demonstração de produção de biogás e biofertilizantes

E.M.E.F. Eunice Moreira – Carregador de celular sustentável

 

2º Lugar

E.M.E.F. Milton Martins – Reaproveitamento do biogás como gás de cozinha

E.M.E.F. Jorge Amado – Casa sustentável

E.M.E.F. Antônio Vilhena – Bomba rosário

 

3º Lugar

E.M.E.F. Cecília Meireles – Carvão ativado do caroço de açaí para tratamento da água

E.M.E.F. Monteiro Lobato – Horta orgânica

E.M.E.F. Eduardo Angelim – Casa sustentável

Reportagem: Messania Cardoso

Publicidade

Veja
Também