Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Amigos e familiares de Duane Sousa irão realizar caminhada pela paz

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

No próximo sábado (28), amigos e familiares do universitário e servidor público Duane Sousa, morto covardemente com um tiro na região da cabeça, semana passada, no momento em que retornava da Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra), irão realizar uma caminhada pela paz.

De acordo com os organizadores do ato que está agendado para acontecer por volta das 8h00, com concentração na Portaria da Floresta Nacional de Carajás (Flonaca), em Parauapebas, o objetivo da caminhada é chamar a atenção das autoridades sobre a onda de violência que impera no município e cobrar que os responsáveis pela morte de Duane sejam identificados e paguem pelo crime que chocou a cidade.


Entenda o caso

O aluno Duane Silva Sousa, 32 anos, que cursava engenharia de produção no turno da noite na Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra), foi encontrado morto às margens da nova Estrada de Ferro Carajás que leva ao projeto S11D. Conforme informações da polícia, a aproximadamente um quilômetro do novo viaduto construído pela Vale.

O caso foi registrado no último dia 17 de janeiro. Os policiais acreditam que Duane tenha sido abordado por bandido (s) na saída da faculdade ou mesmo na rodovia PA-275. Ele estava sobre uma moto Pop 100, que teria sido levada.

A vítima foi encontrada de bruços e com um tiro na face, próximo ao nariz. Tudo leva a crer que tenha sido latrocínio.

Pacato, honesto, trabalhador e estudioso. Assim era qualificado o jovem universitário, tanto por amigos, como família.

Aos companheiros de classe e trabalho do rapaz, a notícia caiu como uma “bomba”. Duane tinha um sonho de se formar e batalhava para isso.

Publicidade

Veja
Também