Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Apesar de leve melhora, Pará permanece na 15ª posição do ranking de isolamento social

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

De acordo com dados divulgados pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup), por meio da Secretaria Adjunta de Inteligência e Análise Criminal (SIAC) o Pará permanece, pelo segundo dia consecutivo, no 15º lugar no ranking de distanciamento social, em relação a outras unidades federativas do Brasil. O balanço de quinta-feira (9), foi divulgado no início da tarde desta sexta-feira (10).

“Observamos que o Pará permanece na 15ª posição, porém o índice de isolamento está menor, saiu de 52,5%, na quarta-feira para 47,9% ontem, assim como os outros estados também caíram em seus respectivos índices. Todos os Estados estiveram amarelo ou laranja, não constando nenhum com a coloração verde, o que significa dizer que todos estiveram abaixo de 55%”, analisou o secretário estadual de segurança pública, Ualame Machado. Goiás ficou na 1ª posição do ranking com 54,1% no índice de isolamento e o último Mato Grosso do Sul, com 42,9%.


Os dados são obtidos por meio de um software que monitora a aglomeração de pessoas, com o uso de aparelhos celulares, sem acessar nenhum dado dos usuários, e que norteiam as ações dos órgãos de segurança pública para fazer cumprir o decreto estadual nº 609/2020 que, entre outras normatizações, proíbe o funcionamento de estabelecimentos comerciais, aglomeração de pessoas e o deslocamento intermunicipal.

Para o final de semana da Páscoa, o titular da Segup faz um alerta. “O Pará já registrou nove mortes e a transmissão já é comunitária, ou seja, não consegue identificar de ode vem, então é preciso que as pessoas fiquem em casa. Se precisar sair, opte por apenas um da família fazer o deslocamento de forma rápida, usando máscara e mantendo o distanciamento. Se presenciar alguma aglomeração ou alguma ação que esteja descumprindo o decreto, denuncie pelo 190”, enfatizou Ualame Machado.

Municípios – De acordo com os dados, os cinco melhores índices de isolamento, ou seja, onde as pessoas passaram mais tempo em casa respeitando a quarentena, estão nos municípios de Chaves (65%), Santa Luzia do Pará (66%), Inhangapi (68,5%), Magalhães Barata (73,8%) e Tracuateua (82,4%).

Já entre os municípios que apresentaram pior índice de isolamento, isto é, locais onde as pessoas não ficaram em casa, estão: Bom Jesus do Tocantins (35,4%), Sapucaia (35,9%), Tucumã (36,5%), Nova Timboteua (37,4%) e Melgaço (37,7%).

Bairros da capital – Em Belém e distritos, os bairros que se destacaram com os melhores índices de isolamento social na última quinta-feira (9) foram: Natal do Murubira (74,7%), Praia Grande(72,4%), Guanabara (66,2%), Águas Lindas (64,9%) e Val-de-Cães (60,3%)

Os bairros que apresentaram pior índice de isolamento, ou seja, locais onde as pessoas não ficaram em casa, estão: Brasília (28,3%), Maracacuera (32,9%), Maracajá (37,2%), Jurunas (37,7%) e Campina (37,9%).

Em Ananindeua, os bairros onde a população mais respeitou o isolamento foram Coqueiro (65,8%); Águas Brancas (64,4%), Atalaia (63,2%), Júlia Seffer (62,5%) e Águas Lindas (61,4%).

Publicidade

Veja
Também