Publicidade

Após ‘tocar o terror’ em assalto a ônibus com funcionários da Vale, polícia prende envolvido

Foram várias as vítimas que compareceram à 20ª Seccional de Polícia Civil de Parauapebas, onde narraram as ações de bandidos que executaram a ação criminosa na madrugada desta quarta-feira (11).

De acordo com as narrativas dos denunciantes, os elementos abordaram o ônibus no Bairro São Lucas, quando este buscava trabalhadores para início de turno na mina do Salobo. Os meliantes tinham as seguintes descrições: um deles, gordo, moreno, estatura baixa, com uma mochila em que guardava os pertences retirados das vítimas, portando uma escopeta, se posicionou ao lado do motorista e deu apoio aos demais; o outro, branco, aproximadamente um metro e setenta centímetros de altura, usando capacete cor rosa e viseira escura, sandália tipo havaianas, camiseta de cor rosa e calça jeans azul, portava um revólver calibre 22 com o qual efetuou um disparo contra a câmera de monitoramento interna do veículo; o terceiro elemento, gordo, moreno claro, 1.68 de altura, bermuda jeans clara, camisa cor vinho, usava bigode, capacete preto com viseira transparente, portava uma pistola preta.


“Após anunciar o assalto, por várias vezes foram colocadas armas em nossas cabeças avisando que se não conseguissem o que queriam iria nos matar”, contou uma das vítimas, visivelmente abalada com o ocorrido, após registrar a denúncia na delegacia.

 

Foi descrito no Boletim de Ocorrência que vários objetos foram levados das vítimas, entre eles, aparelhos celulares e joias.

Foi graça ao monitoramento interno do veículo que se chegou a Mateus de Jesus Araújo, 19 anos de idade, que usava a motocicleta cuja placa levou até a residência da proprietária do veículo, no Bairro Guanabara, que disse tê-la emprestado a seu filho. “De posse do endereço da proprietária do veículo, fomos ao local e ela nos passou o endereço do procurado, onde chegamos e encontramos vários objetos de crimes”, contou o sargento PM Severo, detalhando que além de carenagens de várias motocicletas, no local tinha chassi de outras, e placas com registro de roubo.

 

O flagrado foi conduzido para a DEPOL e está à disposição da justiça, devendo a Polícia Civil proceder as investigações para chegar aos demais envolvidos nesta organização criminosa que atacou pelo menos quatro ônibus que transportam trabalhadores da Vale nos últimos dias.

Na Delegacia de Polícia Civil, a mãe de Mateus disse não saber do envolvimento do filho no mundo do crime. Trata-se de Cristiane de Araújo, afirmando ser a dona da moto e apenas ter emprestado o veículo para o filho trabalhar. “Ele nunca fala a verdade para mim. Eu não faço parte disso”, garantiu Cristiane.

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Pebinha de Açúcar Comunicação e Marketing
LTDA-ME – CNPJ: 05.200.883.0001-05
Parauapebas – Pará – Brasil
(94) 99121-9293 (whatsapp) | (94) 98134-2558

Acompanhe o Pebinha nas redes sociais

Copyright © Pebinha de Açúcar – 2018. Todos os Direitos Reservados.

Fechar Menu