Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Após tomar café com algoz, homem é morto com dois tiros na cabeça

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

No final da tarde de da última segunda-feira (23), a Delegada Yanna Azevedo e sua equipe de investigadores se deslocaram até a zona rural de Marabá para realizar os primeiros levantamentos e investigações que apuram sobre a morte do lavrador João Ferreira da Silva, de 62 anos de idade, executado com dois tiros a queima roupa na cabeça.

O caso aconteceu na Vila Albani, distante cerca de 80 quilômetros do centro de Parauapebas, deixando os vizinhos e moradores daquela localidade assustados.


O colono morava sozinho em um barraco em sua propriedade e por volta das 11h00, foi encontrado morto e caído na área aberta de seu barraco com duas perfurações de bala a queima roupa na cabeça, um atrás da orelha direita e outro na nuca.

Pelo cenário do crime, a Polícia Civil acredita que o assassino antes de executar homem ainda tomou café com o mesmo.

A família da vítima esteve na 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil em Parauapebas, mas, não quis falar sobre o caso.
Por sua vez, um amigo de João Ferreira comentou que o mesmo era uma pessoa bastante pacata e que não tem conhecimento de que seu vizinho tivesse alguma desavença com alguém.

Com base em informações repassadas para a polícia, João Ferreira pode ter sido assassinado por vingança, por desentendimento por causa de terras.

Devido a localidade ser da jurisdição de Marabá, o caso deverá ser investigado para a Delegacia de Homicídios daquela cidade.

Reportagem: Caetano Silva – Freelancer

Publicidade

Veja
Também