Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Após uma semana sem lockdown, média de isolamento no Pará foi de 44,33%

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Os três melhores índices de isolamento foram nos municípios de Afuá (67%), Cachoeira do Piriá (65,08%) e Anajás (62,9%)

O Pará alcançou a 14ª posição no ranking brasileiro de isolamento social no domingo (31). Em números percentuais, a taxa representou 49,96% de pessoas se mantendo em casa para evitar a proliferação do novo coronavírus. Os dados foram divulgados nessa segunda-feira (01), pela Secretaria Estadual de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), por meio da Secretaria Adjunta de Inteligência e Análise Criminal (Siac).

O Lockdown, no Estado, teve a duração de 17 dias e finalizou no último domingo (24). No período de 25 a 31 de maio, durante a primeira semana sem a suspensão total de serviços não essenciais e o fim do controle do fluxo de pessoas em via pública, a média da taxa de isolamento foi de 44,33%, em todo o Pará.


De acordo com o secretário de Segurança Pública e Defesa Social, Ualame Machado, o índice maior de pessoas nas ruas já era previsto. “A redução no índice de isolamento já era esperado, uma vez que após o lockdown as pessoas já podem sair de casa sem precisar comprovar a necessidade e sem serem multadas, além das atividades que começaram a ser retomadas hoje. É fundamental lembrar que não é o fim do isolamento social, é preciso manter todas as medidas possíveis para evitar o contágio e não termos que retroceder”, afirmou.

Municípios – De acordo com o levantamento, ao analisar as cidades paraenses, os três melhores índices de isolamento foram nos municípios de Afuá (67%), Cachoeira do Piriá (65,08%) e Anajás (62,9%). Já as cidades que mais desobedeceram a recomendação de ficar em casa, registrando um baixo índice de isolamento, foram Palestina do Pará (34,2%), São Francisco do Pará (34,5%) e Conceição do Araguaia (35,9%).

Na capital paraense e em Ananindeua foram registrados, respectivamente, os índices de 50,9% e 48%.

Em Belém, incluindo os distritos, os bairros com as maiores taxas de pessoas em casa foram: Farol (65,7%), Val-de-Cães (70%) e Cidade Velha (67,5%). Já os piores foram: Águas Negras (31,1%), Carananduba (32%) e Maracajá (32,7%).

Em Ananindeua, os melhores índices foram registrados nos bairros Levilândia (57,4%), Cidade Nova V (57%) e Guajará (56,6%). Já as piores taxas observadas foram em Curuçambá (35%), Heliolândia (37,2%) e Paar (39,3%).

Serviço: O percentual de isolamento dos 144 municípios paraenses e o monitoramento completo estão disponíveis em um espaço exclusivo sobre os índices no site da Segup.

Publicidade

Veja
Também