Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Assopem adia curso que seria ministrado este fim de semana em Marabá

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Em razão do impacto da greve dos caminhoneiros pelo país, a Associação Paraense de Engenheiros de Minas (Assopem) se viu obrigada a mudar a data do curso “Regimes de Aproveitamento dos Recursos Minerais”, que seria ministrado amanhã (26) e depois (27) no prédio da inspetoria do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea), em Marabá.

Acontece que o ministrante do curso, o engenheiro de minas e consultor mineral Adriano Paiva, encontra-se na cidade de Itaituba, oeste paraense, a 1.060 quilômetros, e a viagem de lá até Marabá é feita em 20 horas de carro, a depender das condições de acesso em alguns trechos da Rodovia Transamazônica (BR-230). Em termos de tempo de percurso, é equivalente a ir de Marabá a Goiânia.


Em Itaituba, o preço da gasolina já está em R$ 10 em alguns postos nos quais o produto raramente está sendo encontrado; em Marabá, há postos que não sabem mais o que é gasolina desde ontem. Dessa forma, a saída, a chegada e o retorno do palestrante da Assopem ficaram inviabilizados.

Diante dessa conjuntura, a Associação decidiu remarcar a data do curso para os dias 9 e 10 de junho, a fim de que todos possam se programar e participar. Fica mantido o local, que é o prédio da inspetoria do Crea localizado na Folha 32 da Nova Marabá, no perímetro entre a Faculdade Carajás e a Extrafarma. Vale ressaltar que o curso teve alta procura, inclusive por pessoas de outros estados, e 90% das vagas já foram preenchidas.

A Assopem está primando pela saúde de seus membros, representantes e associados, além de se atentar para as questões logísticas, de suprimentos e mantimentos que dizem respeito diretamente à sociedade.

Veja comunicado oficial do presidente da Assopem, Artur Alves, sobre a mudança da data do curso aqui: <https://www.facebook.com/Assopem2017/videos/178833642715395/>.

Fonte: Assopem

Publicidade

Veja
Também