Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Audiência pública busca saída para combater desemprego em Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Coordenada pelo vereador Marcelo Parcerinho (PSC), a audiência foi uma sugestão da Comissão Municipal de Emprego, que, preocupada com o grande índice de desemprego no município, arregimentou a Câmara de Vereadores, sindicatos, associações de bairros e demais lideranças de movimentos sociais para tratar do assunto e buscar alternativas que viabilizem baixar o índice de desemprego em Parauapebas.

A mesa dos trabalhos foi formada pelo vereador Marcelo Parcerinho (coordenador da audiência), João Batista Viana Everton (coordenador do Sine), palestrante José Francisco Pereira (coordenador de empego e renda do Estado do Pará), Adenilton Alves de Freitas (presidente do Sindicato dos Empregados no Comércio de Parauapebas) e o advogado Rubens Moraes Júnior (representante da OAB).


Debates e sugestões

Atendendo à ordem de inscrição, cada participante teve cinco minutos para reclamar ou fazer sugestão de combate ao desemprego, a maioria culpando a mineradora Vale e a Prefeitura de Parauapebas, consideradas em outras épocas como maiores empregadoras no município, pelo desemprego que hoje assola o município.

Nos debates, foi revelado que nos últimos 12 meses a força de trabalho em Parauapebas caiu de 48.500 para 41.276 empregos com carteira assinada.

Levantado pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego, o estudo aponta ainda que dos empregados demitidos no mês de janeiro deste ano em Parauapebas, 367 são da construção civil e 147 oriundos do comércio.

Dentre as demais sugestões, os trabalhadores indicaram a criação de um fórum permanente de emprego e renda composto pela empresa Vale, prefeitura e representantes de sindicatos; melhoria no relacionamento do Sine com o trabalhador: e exigir que 100% dos trabalhadores contratados pela Vale e suas empreiteiras seja feita com a mão de obra local.

No final da audiência, os membros da Comissão Municipal de Emprego se comprometeram em elaborar um documento com as principais reivindicações indicadas pelos trabalhadores e sentar com os maiores empregadores do município para, juntos, buscarem soluções que visem diminuir o índice de desemprego em Parauapebas.

Reportagem: Waldyr Silva

Publicidade

Veja
Também