Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Beneficiários do BPC devem fazer atualização cadastral para não perder descontos na conta de luz

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O Benefício de Prestação Continuada – BPC, atende idosos e pessoas com deficiência

A Celpa alerta que até o final deste mês de dezembro os cidadãos que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC), devem procurar um Centro de Referência e Assistência Social (CRAS), ou a Prefeitura do seu município, e fazer a atualização cadastral para não perder o benefício. Quem é beneficiado pelo BPC também pode fazer parte do Programa Tarifa Social de Energia Elétrica, que concede descontos de até 65% na conta de energia. Atualmente, cerca de 15 mil famílias em todo o estado recebem descontos na conta de luz por meio do Benefício de Prestação Continuada.


De acordo com o executivo da área de relacionamento com o cliente da Celpa, Francisco Thiago, existem pessoas que recebem o BPC e ainda não se cadastraram no Programa Tarifa Social. “É importante que esses clientes que recebem o Benefício da Prestação Continuada procurem uma agência da Celpa para fazer o cadastro na Tarifa Social e passem a receber o desconto na conta de energia. E esses que precisam atualizar o cadastro não devem perder tempo e ir imediatamente a um CRAS mais próximo para regularizar a situação e não deixar de fazer parte do Tarifa Social”, reforça o executivo.

O BPC – É um benefício que consiste em uma renda de um salário mínimo para idosos e pessoas com deficiência que não possam se manter e não possam ser mantidos por suas famílias. A família deve ter renda per capita menor que um quarto de salário mínimo. O BPC não pode ser acumulado com outros benefícios previdenciários.

Quais os requisitos para fazer parte do Programa de Tarifa Social de Energia Elétrica?

O cidadão deve estar inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), possua Número de Inscrição Social (NIS). A renda familiar mensal do beneficiário deve ser menor ou igual a meio salário mínimo por pessoa, também é necessário que a data da última atualização cadastral dos dados sociais, junto ao Centro de Referência e Assistência Social (CRAS) seja inferior a dois anos.

A concessionária ainda alerta que o beneficiário só pode possuir o benefício da Tarifa Social em apenas uma residência, e o endereço de cadastro do beneficiário, junto ao CadÚnico, deve estar localizado em um dos 144 municípios do estado do Pará.

Os beneficiários do BPC também têm direito a fazer parte do Programa Tarifa Social.

O que é CadÚnico e NIS?

Cadastro Único ou CadÚnico é um conjunto de informações sobre as famílias brasileiras em situação de baixa renda. Essas informações são utilizadas pelo Governo Federal, pelos Estados e pelos municípios para implementação de políticas públicas capazes de promover a melhoria de vida dessas famílias. Após o cadastramento a família adquire o N° de Inscrição Social (NIS), de caráter único, pessoal e intransferível, através do qual pode participar de diversos programas sociais, tais como:

– Programa Bolsa Família;

– Tarifa Social de Energia Elétrica;

– Carteira do Idoso;

– Programas habitacionais, e muitos outros.

Publicidade

Veja
Também