Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Botafogo perde mais uma e vê titulo brasileiro se distanciar

A frase consagrada por Simeone entrou em evidência nesta semana e faz todo o sentido. Entramos na ”Zona Suárez”! O momento de definição do Brasileirão 2023 teve um de seus jogos mais importantes na noite desta quinta-feira, em São Januário, e o camisa 9 gremista mostrou porque é o melhor jogador das quase 33 rodadas completas de competição. Fez três gols em 18 minutos! Virou e decidiu o duelo!

O Gremio prova que é forte candidato ao título nacional, mesmo com o desequilíbrio que o coloca entre as quatro piores defesas do campeonato. O Botafogo desabou mentalmente mais uma vez diante de uma reação adversária. Foi outra equipe a partir do segundo gol gremista. O atacante Ferreira também foi fundamental na virada, peça lançada por Renato Gaúcho no 2º tempo.

Escalações

Lúcio Flávio contou com os retornos de Adryelson, Cuesta e Marlon Freitas ao time titular. Por opção, deixou Marçal e Eduardo no banco. Danilo Barbosa encorpou o meio-campo e Hugo entrou na lateral-esquerda.

Renato Portaluppi desfez o esquema com três zagueiros e reforçou o meio com o retorno do volante Ronald. Bruno Uvini saiu da equipe. Montou um 4-3-3. Cristaldo e JP Galvão também foram preteridos para as entradas de Everton Galdino e Besozzi, pontas que ajudam mais na parte defensiva.

O jogo

As trincas de volantes nos dois meios poderiam supor um jogo amarrado, mas essa crença foi rapidamente superada. Em menos de dez minutos, Botafogo e Grêmio já empatavam em 1×1. Aproveitando falhas de concentração dos sistemas defensivos, mas demonstrando agressividade com a bola

No Glorioso, não demorou a se mostrar acertada a entrada de Hugo e Danilo Barbosa. O volante fez um belo lançamento para o lateral em profundidade. Everton Galdino não acompanhou e Reinaldo hesitou para cortar o cruzamento de Hugo. Diego Costa precisou de cinco minutos para mostrar que seria decisivo ao inaugurar o placar.

O Tricolor respondeu com Carballo aproveitando erro de posicionamento de Tchê Tchê na ocupação de espaços defensiva. Teve liberdade para servir Galdino em profundidade. Cuesta bobeou e o atacante se redimiu do erro que ajudou a gerar o gol alvinegro. Tudo igual muito rápido! Ritmo alto e quente.

Os donos da casa roubaram outra bola no campo rival com Adryelson, e Marlon Freitas deixou Diego Costa na cara do gol. Grando impediu o segundo dele e Junior Santos marcou no rebote. Bruno Alves, Kannemann e Reinaldo não conseguiam deter dois dos três atacantes alvinegros.

Tchê Tchê e Marlon Freitas circulavam pelo meio com mais liberdade, amparados pela presença de Danilo Barbosa. Fortaleciam o jogo com ou sem a bola do Botafogo na intermediária rival. A equipe, porém, recuou um pouco o bloco de marcação, e o Grêmio começou a encaixar trocas de passe mais duradouras.

Mostrou um bom entendimento entre Reinaldo e Besozzi pela esquerda. O lateral atacava bem aberto e o ponta se mexia entre Di Plácido e Adryelson. Ronald, Villasanti e Carballo passaram a carimbar mais bolas pelo centro do campo. Os gaúchos chegaram perto de empatar. E como nos grandes momentos da campanha alvinegra, Lucas Perri apareceu de forma decisiva em dois lances.

As duas equipes mudaram no intervalo. Victor Sá deixou o gramado para a entrada de Carlos Alberto. Ferreira e Cristaldo foram as novidades no Grêmio. Besozzi e Carballo saíram. Os dois novos jogadores do Tricolor foram decisivos de formas distintas em poucos minutos da 2ª etapa.

A partida encerrou em 3×4.

Qual sua reação para esta matéria?
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
Leia também no Portal Pebinha de Açúcar:

Deixe seu comentário