Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Briga por bananas acaba em morte na zona rural de Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Encontra-se recolhido no xilindró da Cadeia Pública do bairro Rio Verde, o trabalhador braçal Francisco Martins da Silva, 46 anos, residente no bairro São Raimundo, na VS-10, em Parauapebas, o mesmo caiu nas garras da PM, quando retornava para sua casa, após ter matado com 20 facadas, o agricultor Raimundo Diolindo da Silva, 61 anos, que residia na Vila do Garimpo das Pedras, distante cerca de 70 quilômetros do município.

“Eu matei ele porque a muito tempo vinha me roubando banana. Por último ele tinha me roubado R$ 750,00 em bananas. Matei e não me arrependo, e se ele reviver mato novamente”, confessou o acusado.


O caso ainda repercute na cidade, o motivo do assassinato teria sido a disputa de uma área na naquela localidade, onde há cerca de dois anos o acusado havia cultivado uma horta no local. A divisa das duas áreas é apenas um córrego, e na área existe uma plantação de bananas, que seria da vítima, entretanto ambos viviam em pé de garra em disputa pelo local que pertence ao dono do Garimpo das Pedras.

DSC_0033
Raimundo Doilindo não teve chance de defesa

De acordo com Edilson Pereira da Silva, 39 anos, presidente da Associação local, há 15 anos, Francisco Martins, havia morado na Vila, e Raimundo Diolindo vivia do cultivo de bananas e outros. “Seu Diolindo era uma pessoa trabalhadora e não mexia com ninguém, nem tão pouco roubava”, ressaltou.

Com o intuito premeditado, naquela manhã, Francisco Martins, levantou cedo, montou em sua moto e seguiu para aquela vila, onde colocou em prática seu plano assassino. “Quando cheguei lá, encontrei com aquele “urubu”, segurei ele pelo calção e enfiei a faca. Dei só quatro facadas”, disse o acusado.

Segundo o Sargento PM Rafael, comandante do destacamento daquela área, logo que tomou conhecimento do crime, informou via rádio ao comando em Parauapebas e repassando também as características do acusado.
Faltando apenas 15 quilômetros da cidade, a guarnição do Sargento Ademilson frustrou a fuga de Francisco Martins, dando-lhe ordem de prisão. O crime ocorreu por volta das 11h30min da manhã de quinta-feira (17).

Reportagem e foto: Caetano Silva – Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Publicidade

Veja
Também