Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Briga por causa de curió termina em morte no Pará

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Paulo Sérgio Pereira Souza, de 27 anos, foi assassinado pelo o próprio padastro, identificado como Hélio de Souza Barros, conhecido como “Nego”.O crime aconteceu por volta das 19h30 de quinta-feira (9), na Rua Progresso, Loteamento Amazonas, em Bom Jesus do Tocantins.

A vítima deu entrada no no Instituto Médico Legal (IML) de Marabá, por volta das 6h da manhã de ontem (10). Segundo informações a o criminoso atacou a vítima com uma arma branca.


Segundo o que a reportagem apurou, o suspeito Hélio, convivia maritalmente com a mãe de Paulo Sérgio, a comerciante Ivone Pereira Sousa, que é dona de um conhecido bar em Bom Jesus. Na quinta-feira (09), eles estavam bebendo no final da tarde. Houve um desentendimento entre a mãe de Paulo Sérgio, pois o acusado queria dinheiro, uns R$ 20,00, possivelmente para comprar drogas. Todos já estavam embriagados.

Foto: Reprodução

Na confusão Hélio derrubou a gaiola de um curió que pertence a outro filho de Ivone, Lucas Pereira de Sousa. A partir daí a discussão já passou a ser entre Lucas e Hélio. Lucas teria dito que pelo curió daria até a vida dele. Diante da ameaça, Hélio se armou de uma faca e ameaçou matar Lucas. Foi aí que Paulo Sérgio entrou em cena apenas para morrer.

Paulo Sergio interveio e disse que Hélio não iria fazer mal ao seu irmão e se pôs no meio dos dois. Nessa hora, Hélio aplicou pelo menos duas facadas no abdômen e tórax que o mataram no local mesmo onde foi esfaqueado.

Publicidade

Veja
Também